Sergipe

13/08/2020 às 09h12

Campanha humanitária tem inscrições abertas até domingo para seleção de organizações sociais sem fins lucrativos

Assessoria

▪ Instituições distribuirão 100 toneladas de alimentos para 3.300 famílias vulneráveis em 11 estados de atuação do Grupo Energisa

▪ Iniciativa integra o Movimento Energia do Bem, que visa reduzir os impactos da pandemia de Covid-19

Terminam no próximo domingo (16) as inscrições para a seleção de organizações da sociedade civil sem fins lucrativos interessadas em participar da ação humanitária promovida entre o Grupo Energisa e a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO). A iniciativa tem o objetivo de minimizar os impactos socioeconômicos da pandemia de Covid-19 e combater a fome. As instituições terão como principal atividade distribuir 100 toneladas de alimentos que abastecerão 3.300 famílias em vulnerabilidade durante três meses nos 11 estados onde a Energisa atua.

As organizações selecionadas receberão da UNESCO recursos financeiros de até R$ 60 mil provenientes de doação da Energisa, no valor de R$ 900 mil, para implementar as ações emergenciais. A iniciativa integra o Movimento Energia do Bem, liderado pela empresa, que destinou um total R$ 8 milhões a diversas frentes de combate ao coronavírus. O edital está disponível em https://fornecedor.brasilia.unesco.org/processes/2927. A UNESCO é agência especializada da ONU e referência mundial em projetos de inclusão social.

Além disso, as organizações deverão realizar, sob a supervisão da UNESCO, cadastro e levantamento de informações socioeconômicas básicas das famílias beneficiadas. As candidatas devem apresentar propostas para atuarem em Aracaju (SE) e em outras localidades: João Pessoa e Borborema (PB); São Paulo, Bragança Paulista e Presidente Prudente (SP); Campo Grande (MS); Belo Horizonte e Cataguases (MG); Cuiabá (MT); Rio de Janeiro e Nova Friburgo (RJ); Porto Velho (RO); Rio Branco (AC); Palmas e Tocantinópolis (TO); e Curitiba e Guarapuava (PR). De acordo com o edital lançado pela UNESCO, as organizações devem ser constituídas no Brasil e ter pelo menos três anos de fundação, entre outros critérios de elegibilidade.

“A presença da Energisa em Sergipe permite levar nossas ações humanitárias para todas as regiões brasileiras. Mais do que fornecer energia elétrica, estamos comprometidos em apoiar as comunidades próximas, principalmente, neste momento adverso”, afirma Roberto Carlos Currais, Diretor-Presidente da Energisa Sergipe.

A parceria da Energisa com a UNESCO no combate aos efeitos da pandemia começou no lançamento do Movimento Energia do Bem. A organização fez a curadoria de conteúdos para o portal www.movimentoenergiadobem.com.br, incluindo materiais de domínio público de sua biblioteca digital.

Movimento Energia do Bem

A rede de solidariedade liderada pelo Grupo Energisa tem parceria com entidades como Senai, Confederação Nacional das Indústrias (CNI), Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (FIEMG) e Unesco. O engajamento promove ações inovadoras e com impacto nas comunidades onde a empresa está presente. O objetivo conjunto é contribuir para minimizar o impacto da pandemia por meio e ações na área de saúde, assistência social, educação, cultura e comunicação.

O Movimento Energia do Bem também apoia o pequeno empreendedor brasileiro. A Energisa doou R$ 1,9 milhão ao Estímulo 2020 Minas Gerais, que oferece crédito barato e facilitado a micro e pequenas empresas da Zona da Mata e do Sul do estado.

Outro foco é a capacitação. Junto com a CNI e o Senai, foram abertas 100 mil vagas em cursos de educação a distância em Educação Ambiental, Empreendedorismo e Inteligência Artificial.

Na frente da saúde, a empresa fez diversas ações, como a doação de respiradores e aspiradores pulmonares portáteis; protetores faciais; e máscaras tipo N95 para hospitais, e de tecido para comunidades indígenas no Mato Grosso do Sul.

No campo da cultura, foram desenvolvidas ações como a realização do festival “Fique em Cena”, com lives musicais para a arrecadação de recursos a artistas locais; e com exibição gratuita de filmes na plataforma www.poloaudiovisual.tv com produções nacionais patrocinadas pela empresa no Polo Audiovisual da Zona da Mata (MG) e em outras regiões.


Fonte: Assessoria