Sergipe

15/07/2020 às 10h27

Três médicos e duas enfermeiras morrem em um mês por complicações da Covid-19 em Sergipe

Redação Portal A8

Três médicos morreram em Sergipe após complicações da Covid-19 em um período de um mês. A situação se agrava a cada dia no estado de Sergipe, as mortes passam a ser de pessoas mais conhecidas e de profissionais de saúde. 

O médico, fundador e proprietário do Hospital Renascença, Dr. Reginaldo Silva faleceu no dia 15 de junho. Já no dia 02 de julho, morreu a ginecologista Dra. Sonia Del Vechio e no último dia 13 de julho, morreu o médico radio-oncologista Marco Antônio Campos Santana, todos após complicações da Covid-19. Nesta quarta-feira (15), o Portal A8SE recebeu  informações de que o reumatologista José Menezes está em um hospital particular de Aracaju, segundo amigos ele é diabético e responde bem ao tratamento. Já o médico endocrinologista Fábio Aricawa Melo teve alta médica, após ficar 12 dias internado no hospital, para tratamento da doença.

Duas profissionais de enfermagem também morreram vítimas da Covid-19 em um período de um mês. Nesta terça-feira (14), a enfermeira do Hospital Universitário (HU), aposentada desde 2016, Rita de Cássia Santos Sobrinho se tornou mais uma vítima da Covid-19, no dia 26 de junho,  a enfermeira Cilene Cabral Carvalho Chagas faleceu, após travar uma árdua batalha na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Universitário (HU).

Em Sergipe, já são 1033 óbitos por Covid-19 e 30.167 já testaram positivo, outros 24.169 estão curados.