Sergipe

21/12/2011 às 17h23

Governador visita obra de duplicação do viaduto do Detran

Redação Portal A8

Divulgação (ASN)
Na manhã desta quarta-feira, 21, o governador Marcelo Déda visitou uma obra de importância estratégica para proporcionar mais fluidez no tráfego de veículos numa das áreas críticas da capital: o viaduto do Detran. Lá, está sendo realizada uma obra que duplicará a capacidade do atual viaduto, incluindo diversas obras de urbanização, oferecendo também uma passarela e novos acessos para a avenida Tancredo Neves, tanto de quem trafega pela avenida Augusto Franco (antiga Rio de Janeiro), quanto de quem sai dos conjuntos Sol Nascente, JK, Santa Lúcia, e Ponto Novo, do outro lado da avenida.

"Esta é uma obra que Aracaju precisava há muitos anos", destacou o governador Marcelo Déda, referindo-se ao investimento da ordem de R$ 25 milhões. "A Prefeitura de Aracaju, sozinha, teria dificuldades de realizar uma intervenção deste porte, até porque tem diversas outras obras de mobilidade urbana em sua ‘ordem do dia`. Com essa obra de duplicação do viaduto do Detran, nós quebramos um dos mais graves ‘gargalos` para o escoamento do trânsito da capital existente nessa área", justificou Déda.

Sincronia

A execução da obra envolve entendimentos com a Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT) para que se organize o trânsito durante o período de construção, minimizando os transtornos.

Nesse sentido, já está sendo construído um desvio (sobre o estacionamento do Detran) que possibilitará o tráfego de quem transita pela avenida Augusto Franco que permitirá, tanto o acesso aos conjuntos Sol Nascente, JK e Santa Lúcia, bem como de quem seguirá pela Tancredo Neves. No local, agentes da SMTT já estão fazendo a orientação do tráfego para minimizar o transtorno durante a fase de implantação da obra.

"Com essa obra, vamos diminuir a dificuldade dos motoristas que passam pelo viaduto Carvalho Déda, que tem duas pistas, e logo enfrentam o gargalo embaixo do viaduto, conflitando com quem vem pela Rio de Janeiro. De forma semelhante, a obra vai beneficiar os moradores dos conjuntos Sol Nascente, JK e Santa Lúcia, que hoje também tem dificuldade para acessar a Tancredo Neves", ilustrou Déda.

Ocupação irregular

Em relação a uma polêmica existente quanto a imóveis comerciais que ocupam uma faixa existente ao lado da avenida Tancredo Neves (em frente ao Detran), o governador explicou que estes terão um prazo para se retirar ao longo da obra e não serão indenizados pois, ocupam irregularmente uma área pública.

"Não haveria problema em indenizá-los, mas após um estudo da Procuradoria Geral do Estado (PGE) ficou constatado que nenhum deles tem escritura, já que ali está uma ocupação irregular de área pública que foi se consolidando ao longo de mais de 30 anos. Isso impede que seja efetuada qualquer indenização, pois o Estado não pode adquirir o que já lhe pertence", detalhou Déda.

Divulgação (ASN)
Fases

Ao lado do secretário de Estado de Infraestrutura, Valmor Barbosa, o governador informou que a fase inicial da obra se concentrará no chamado tabuleiro, o vão central do novo viaduto. Após essa fase, será feita a recuperação do antigo viaduto, juntadas as duas partes, e então serão construídas as alças, a passarela e os demais componentes da obra.

"Aqui, nós teremos passeio, ciclovia, iluminação, todo um trabalho de urbanização que transformará essa área, a exemplo do que já fizemos no viaduto Carvalho Déda, edificando uma obra funcional e embelezando a cidade", exemplificou.

Trânsito

Com a duplicação do viaduto, o trânsito sofrerá alterações em seu entorno. Segundo o diretor de trânsito da Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito, major Paulo Paiva, o início das obras impedirá a passagem do condutor que transita pela avenida Augusto Franco em direção ao conjunto Sol Nascente."Para fazermos o desvio desse tráfego, está sendo feito, em frente ao Detran, um corte no canteiro central, permitindo aos condutores que acessem o conjunto Sol Nascente a partir deste desvio".

Ou seja, quem vier pela avenida Augusto Franco entrará pela direita neste desvio, e cruzará o canteiro central para fazer o retorno, seguindo em direção ao Viaduto Carvalho Déda ou ao conjunto Sol Nascente. "Os veículos que antes passavam pela avenida Augusto Franco e seguiam por baixo da ponte não poderão mais fazer isso. Quem for em direção à saída da cidade de Aracaju pela avenida Tancredo Neves, fará o trajeto normalmente", ressaltou o major Paulo Paiva.

Outra pequena mudança é na rua lateral do Detran, que terá o sentido invertido para os ônibus que vêm do Terminal DIA tenham a possibilidade de retornar por trás do Detran e acessar o novo desvio.

O diretor de trânsito garantiu ainda que haverá orientadores e agentes de trânsito que minimizarão os transtornos que uma obra desse porte costuma gerar. "Estaremos organizando o trânsito no período da obra. Sua conclusão oferecerá mais fluidez e conforto aos condutores", enfatizou.

Acompanharam o governador durante a visita, o empresário Luciano Barreto, da Celi Construções, empresa responsável pela obra, o superintendente municipal de Transportes e Trânsito, Antônio Samarone, o presidente do Departamento de Infraestrutura Rodioviária de Sergipe (DER), Antônio Vasconcelos, o presidente do Departamento Estadual de Trânsito (Detran), Bosco Costa, além dos secretários de Estado da Casa Civil, Jorge Alberto Prado, da Comunicação, Carlos Cauê, do Meio Ambiente, Genival Nunes, de Esporte e Lazer, Maurício Pimentel, dentre outros técnicos, autoridades e integrantes da administração estadual e municipal de Aracaju.

Fonte: ASN