Sergipe

31/08/2010 às 16h02

Pablo Vasconcelos é condenado a 22 anos e seis meses de prisão

O homicídio aconteceu em 2007, quando o acusado teria assassinado sua ex-companheira

Redação Portal A8

 

Pablo Vasconcelos está preso há três anos (Foto: Atalaia Agora)

Nesta terça-feira (31) está sendo realizado o julgamento de Pablo Figueiredo Vasconcelos, acusado do assassinato de sua ex-companheira, Marley Dias Nascimento, 22 anos. O homicídio aconteceu em 2007, quando o acusado inconformado com o término do relacionamento teria praticado o crime.

 

O julgamento está sendo presidido pela juíza Aydil Teixeira, na defesa está o advogado Evanio Costa, que não se pronunciou a respeito do caso, e na acusação o promotor Alonso Gomes, que definiu a linha de atuação. "O réu está sendo acusado por um homicídio qualificado, pois a vítima não teve chance de defesa e a motivação foi torpe", explicou o promotor que ressaltou. "Além do homicídio, ele também responderá por porte ilegal de arma", revelou.

Durante toda a manhã familiares e amigos da vítima estiveram no Fórum Gumersindo Bessa, esperando pelo resultado do julgamento. "Tenho confiança de que a justiça será feita mesmo depois de tanto tempo de angustia e espera", afirmou o pai de Marley.

O acusado está preso há três anos, caso seja condenado pode pegar uma pena de até 30 anos de reclusão pelo crime de homicídio.

Durante a tarde desta quinta-feira, o acusado falou pela primeira vez após o crime e confessou ter atirado em sua ex-companheira. O réu também afirmou que merece responder pelo crime

*Matéria atualizada às 19h06