Forró

Banda Calcinha Preta lança DVD 'Como Não Amar?' com música em homenagem à Paulinha Abelha

A cantora também participou do projeto gravado no final de 2021, meses antes de morrer em decorrência de problemas renais.

Por Carolina de Morais, Portal A8SE 20/05/2022 09h09
Banda Calcinha Preta lança DVD 'Como Não Amar?' com música em homenagem à Paulinha Abelha
Foto: Arquivo Pessoal

Nesta sexta-feira (20), a banda de forró sergipana Calcinha Preta está lançando uma coletânea "CP Day" celebrando 26 anos do grupo. Entre elas, a canção inédita intitulada "Abelha que virou Anjo" em homenagem à Paulinha Abelha, que morreu no dia 23 de fevereiro após complicações decorrentes de problemas renais.

No total, serão 26 faixas especiais do DVD “Como não amar? — Ao vivo em Belém” divulgadas ao longo do dia. O projeto apresente como slogan um bordão usado por Paulinha Abelha e foi gravado no final de 2021, o último com sua participação.

A banda conta com os integrantes da formação original, Daniel Diau, Bell Oliver e Silvânia Aquino, e ainda não pretende contratar uma nova vocalista.

Clipe "Abelha Que Virou Anjo"

Regravação da música 'Paulinha'

No dia 17 de março, a banda lançou uma nova versão da música 'Paulinha' com a última interpretação da cantora como forma de homenageá-la. O clipe foi gravado em dezembro do ano passado, durante a realização de um show na cidade de Belém. O DVD completo deve ser disponibilizado até o próximo mês de abril.

"O hino marcou a história da Calcinha Preta, levou alegria e fez gerações cantarem bem alto. Após alguns anos e uma perda muito dolorosa, escolhemos transformar essa música em uma homenagem à nossa eterna Paulinha Abelha", diz a banda.

Retomada aos palcos

O grupo retomou as agendas de shows com apresentações do elenco original, composto pelos vocalistas Daniel Diau, Silvânia Aquino e Bell Oliver. O retorno aos palcos foi marcado por homenagens prestadas à artista Paulinha Abelha.

Internação de Paulinha Abelha após turnê

Paulinha foi hospitalizada no dia 11 de fevereiro, em Aracaju, após sentir um mal-estar e retornar de uma turnê com a banda em São Paulo.

Com diagnóstico de insuficiência renal aguda, o quadro evoluiu para hepatite, coma profundo e agravamento de lesões neurológicas, que ocasionaram em um comprometimento multissistêmico. Os médicos responsáveis pelo tratamento suspeitavam que o uso excessivo de tratamentos estéticos, como chás diuréticos e remédios para emagrecer, provocaram uma intoxicação medicamentosa e uma "cascata de inflamação" pelo corpo.

A certidão de óbito da artista sergipana, registrada no dia 23 de fevereiro, apontou quatro causas da morte: meningoencefalite, hipertensão craniana, insuficiência renal aguda e hepatite.

Segundo as informações do exame, os rins dela apresentava uma necrose tubular aguda (NTA) muito acentuada, que contribuiu para um agravamento no quadro de insuficiência renal aguda diagnosticado enquanto a artista estava internada. A amostra, por sua vez, não identificou as causas da doença.

Os dois dias de velório com cerimônias abertas ao público contaram com homenagens, orações e muita comoção. Paulinha Abelha era casada com o influenciador digital Clevinho Santos e planejava ter filhos.