Sergipe

24/07/2020 às 14h23

Bairro Olaria vai receber mutirão de combate à dengue neste sábado, 25

Agência Aracaju de Notícias
Por meio da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), a Prefeitura de Aracaju mantém a realização dos mutirões de ações de combate ao Aedes aegypti em toda cidade para evitar a proliferação do mosquito transmissor da dengue, chikungunya e zika. No próximo sábado, dia 25, o mutirão será no bairro Olaria, a partir das 8h, tendo como ponto de partida da equipe a Unidade Básica de Saúde (UBS) Walter Cardoso.
 
Em Aracaju, do início do ano até agora, foram notificados 700 casos de dengue, 363 chikungunya, e 11 de zika. Segundo a Vigilância Epidemiológica, os bairros com maiores notificações são: Olária, Bugio, Porto D’Antas, Cidade Nova, Santos Dumont, Industrial, Jardim Centenário, Santo Antônio, Santos Dumont, 18 do Forte, Luzia, Suíssa, e Getúlio Vargas.
 
De acordo com o gerente do Programa de Controle do Aedes aegypti da SMS, Jeferson Santana, ocorreu uma ligeira alta dos números de notificações e alguns surtos centralizados estão acontecendo.
 
“Vale ressaltar que a melhor forma de combate é a participação da população, evitando o acúmulo de água parada e fazendo limpeza regular de reservatórios. O trabalho é contínuo e integrado ao Plano de Intensificação de Combate ao mosquito, o qual monitora o índice de infestação por bairro”, explica o gerente do Programa.
 
A escolha do bairro Olaria foi feita de acordo com o levantamento dos casos notificados. Essa localidade apresenta 36 casos notificados de dengue, dez casos de chikungunya, e nenhum de zika. Dessa forma, as ações desenvolvidas se tornam mais necessárias, e o apoio da população é fundamental.
 
Ação Intersetorial
A ação contará com apoio da Empresa Municipal de Serviços Urbanos (Emsurb) e da Secretaria do Meio Ambiente. Ainda segundo Jeferson Santana, a atuação da SMS é embasada em orientação, identificação e eliminação.
 
“Diante da nova realidade de distanciamento social por conta do novo coronavírus, o trabalho dos agentes de endemias no combate ao Aedes aegypti foi modificado. Por medida de segurança, por conta da covid-19, estamos realizando a orientação sem entrar nas residências e essa estratégia de educação e saúde tem como principal ator a população, que é fundamental para o sucesso desse trabalho, evitando a proliferação do mosquito”, enfatiza.
 

Fonte: Agência Aracaju de Notícias