Sergipe

24/07/2020 às 10h34

Capes aprova projeto da UFS voltado ao combate da Covid-19

Ascom UFS

O projeto “Ivermectina veiculada em nanoformulações: uma inovação no tratamento de pacientes com Covid-19”, coordenado pelo professor Adriano Antunes, diretor do Centro de Ciências Biológicas e da saúde (CCBS) da UFS, foi aprovado pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), sendo a única proposta contemplada no Estado. A aprovação é referente ao Edital n°11/2020 – Fármacos e Imunologia, voltado para ação de enfrentamento do novo coronavírus e alinhado a temáticas relacionadas às endemias e epidemias típicas do país. No geral, 46 projetos foram aprovados, sendo 6 do Nordeste.

“Os objetivos principais sāo: desenvolver novas formulações contendo ivermectina para o tratamento da Covid-19, avaliando a cinética de liberação e a citotoxicidade. Além disso, avaliar através de estudos clínicos os efeitos da ivermectina sobre a evolução da manifestações clínicas e a mortalidade”, afirma professor Adriano.

A proposta aprovada, que entra em execução em agosto de 2020 e seguirá até agosto de 2023, será beneficiada com 2 bolsas de doutorado e 5 de pós-doutorado. “A UFS tem se projetado como uma das universidades federais mais importantes nas ações de enfrentamento ao novo coronavírus. Essa será mais uma ação essencial, e envolverá alunos de doutorado e pós-doutorado com bolsas, fortalecendo os nossos programas de pós-graduação”, diz o coordenador do projeto.

Além de Adriano Antunes, participam do projeto os professores Ana Amélia Moreira, Rogéria de Souza, Divaldo Pereira e Alfredo Dias, do Departamento de Farmácia e do Programa de Pós-Graduação em Ciências Farmacêuticas. Também estão envolvidos os professores Lucindo Quintans, pró-reitor de Pós-Graduação, e Ricardo Scher, do Departamento de Morfologia.

Sobre o edital

O Edital nº 11/2020/Capes trata das ações induzidas do Governo Federal no Programa Estratégico Emergencial de Prevenção e Combate a Surtos, Endemias, Epidemias e Pandemias. Seu objetivo é “apoiar projetos de pesquisa científica e tecnológica e formação de recursos humanos altamente qualificados, no âmbito dos Programas de Pós-Graduação Stricto Sensu”. O projeto da UFS foi aprovado na área de Fármacos e Imunologia.


Fonte: Ascom UFS