Sergipe

25/05/2020 às 09h09

Superlotação: pai e filha idosos com suspeita de covid-19 aguardam horas dentro de ambulância

Redação Portal A8

Foto: Leonardo Barreto

Neste domingo (24), ambulâncias estacionadas na rua Carlos Bulamarque, no centro de Aracaju mostraram uma realidade que estava prevista para acontecer. Unidades de saúde superlotadas e sem vagas de UTI disponíveis em Aracaju.

Dentro das ambulâncias, dois idosos que moram na localidade receberam o atendimento, enquanto as vagas não surgiam, as equipes do serviço de atendimento móvel de urgência se revezavam na assistência.

Os pacientes, José Francisco dos Santos de 91 anos e a filha, Luzia Maria de 66, os dois apresentam sintomas de Covid-19. Os familiares relataram à equipe de reportagem da TV Atalaia que os dois chegaram a buscar atendimento em unidades de saúde de Aracaju, na semana passada, mas foram liberados e em casa, o quadro de saúde agravou.

Próximo das 17h, outras ambulâncias chegaram para fazer a remoção dos dois para o município de Estância, na região sul do estado. Cidade onde ainda havia leito disponível.

A situação mais grave era a seu José Francisco e já estava em uma Unidade de Suporte avançado, desde o começo da tarde, após a demora, o estado de saúde de dona Luzia também se agravou e a transferência para Estância só poderia ser feita em uma ambulância de suporte avançado também. O que aconteceu somente no início da noite, 

A Secretaria de Estado da Saúde informou que o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) seguiu todos os protocolos para o atendimento a paciente suspeito de Covid-19. A Central de Regulação de Urgência enviou uma unidade de suporte básico e em seguida uma unida de suporte avançado, que prestou os primeiros atendimentos ao pai e filha. Por se tratar de moradores de Aracaju, foi tentado, inicialmente, o acesso aos Hospitais Zona Norte e Zona Sul, porém todos estavam lotados. A solução, portanto, foi buscar nas unidades da rede hospitalar quem poderia receber os pacientes com aquele perfil, sendo disponibilizadas vagas no Hospital Regional de Estância.

A assessoria de comunicação da Secretaria Municipal da Saúde de Aracaju, confirmou a superlotação e informou que, no domingo (24), todos os leitos das unidades porta aberta estavam ocupados com pacientes graves que necessitavam de transferência para unidades de maior complexidade. Nesta segunda (25), os leitos permanecem com 100% de ocupação.