Sergipe

28/04/2020 às 14h27

Em Aracaju, isolamento segue até dia 7 e uso de máscaras é obrigatório

Agência Aracaju de Notícias

O prefeito Edvaldo Nogueira anunciou, na manhã desta terça-feira, 28, a prorrogação das medidas para o distanciamento social, estabelecidas por meio de decreto municipal para combater a propagação do coronavírus em Aracaju. Segundo o gestor, permanece suspenso, até 7 de maio, o funcionamento de academias, teatros, cinemas, shoppings centers, casa de shows, bares, enquanto restaurantes e lanchonetes devem se manter, apenas, com o sistema delivery. Ao mesmo tempo, o novo decreto municipal se adequa às medidas de flexibilização do governo estadual, além de tornar obrigatório o uso de máscaras pela população.

Pela atualização, também continua proibida a realização de eventos e de atividades em parques, praias e demais áreas de lazer da cidade. Além disso, ficam suspensas, até o dia 31 de maio, as aulas em  escolas e universidades das redes municipal e particular de ensino da capital. Seguindo o decreto do governo estadual, a partir desta terça passam a funcionar escritórios de advocacia e contabilidade, locadoras de veículos, lojas de tecidos e armarinhos. Já a partir do dia 2 de maio, retomam o funcionamento lojas de cosméticos, perfumarias, relojoarias, móveis e eletrodomésticos. E no dia 4, estão autorizados a retomar suas atividades consultórios médicos, papelaria, livraria, lojas de climatizadores e podologia.

“As medidas para o distanciamento social serão mantidas em Aracaju. O comércio, em sua essência, permanece fechado porque há necessidade de restringir a circulação de pessoas. Da noite de ontem até às 11h de hoje, foram confirmados 33 novos casos na capital e isso nos mostra que, ao contrário do que muitas pessoas acreditavam, o vírus chegou e já circula pela cidade. Por isso, precisamos continuar com as medidas de distanciamento social para que não haja uma explosão de casos. Vamos evitar aglomerações, vamos manter a distância das pessoas, vamos  manter os cuidados com a higiene pessoal. Estamos vendo o que está acontecendo em outras cidades do país e não queremos enfrentar o mesmo”, destacou o prefeito.

Sem aglomeração

Em coletiva à imprensa e pelas redes sociais, Edvaldo também explicou os critérios para que a capital atenda a flexibilização estabelecida no decreto estadual, anunciado na noite de segunda-feira, 27. “As atividades listadas pelo Governo do Estado, como escritórios de advocacia, locadoras de veículos, são atividades que não aglomeram pessoas. Então decidimos por flexibilizar, permitindo a reabertura gradual, a partir de hoje, desde que as especificidades para garantia da segurança dos frequentadores e trabalhadores sejam mantidas, como o uso de máscaras e a disponibilidade de álcool em gel. Outro fator é que também será obrigatório o  uso de máscaras pela população, seja em ônibus, nos estabelecimentos ou nas ruas. Os órgãos municipais atuarão na fiscalização para que as medidas sejam cumpridas”, detalhou.

Sobre novas flexibilizações, o prefeito esclareceu que estudos estão sendo elaborados e que as novas decisões serão tomadas mediante a evolução dos casos na capital sergipana. “Constantemente temos feito análises e na próxima semana apresentaremos ao Governo do Estado os estudos que estão sendo preparados. Também discutiremos com as entidades e, a partir daí, anunciaremos quais medidas serão adotadas para que essa reabertura gradual aconteça. Tudo deve ser feito de maneira estruturada para que não aconteça uma explosão de casos em Aracaju”, reiterou.


Fonte: Agência Aracaju de Notícias