Sergipe

16/01/2020 às 17h15

Feira de Sergipe passa por vistoria técnica do Crea-SE

Ascom/Crea-SE

Fiscais do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Sergipe realizaram na manhã desta quinta-feira (16), uma visita técnica às instalações da Feira de Sergipe,

Foto: Ascom/Crea-SE
evento que ocorre no Parque Augusto Franco (Sementeira). Na vistoria foram exigidas ARTs (Anotação de Responsabilidade Técnica) relacionadas à instalação e execução dos sistemas elétricos, de sonorização, iluminação, geradores;  sistema de prevenção e combate a incêndio, montagem e desmontagem das estruturas, controle e gerenciamento de materiais.

O coordenador da fiscalização, engenheiro civil, George Oswaldo Pires de Rezende, reforça que o Crea-SE é responsável por assegurar que os profissionais envolvidos sejam devidamente registrados e habilitados e uma das ferramentas é a exigência da apresentação da ART, documento que define, para os efeitos legais, os responsáveis técnicos pelo desenvolvimento de atividade técnica no âmbito das profissões abrangidas pelo Sistema Confea/Crea. “Na fiscalização, o Conselho verifica se os serviços estão sendo acompanhados e executados por profissionais legalmente habilitados. É função do Conselho coibir a atuação de leigos, pois colocam em risco a segurança da população”, esclarece George.

 O fiscal Dalmo da Silva Souza, explica que para a montagem de estruturas, por exemplo, é necessário que o responsável técnico apresente as ART´s dos projetos e respectivos memoriais descritivos, assim como as anotações das execuções, incluindo os contratos firmados entre a realizadora  do evento e o profissional responsável. A equipe do Crea-SE foi recebida por uma comissão de analistas do Sebrae, organizadora do evento, que apresentou os projetos e documentos exigidos. A visita conto ainda com a participação do fiscal, Ronaldo Luz Pagano e da assessora de política institucional, Ruskaja Sandrin.

Feira de Sergipe

A 18 ª edição da Feira de Sergipe, que  acontece entre os dias 14 e 26 de janeiro de 2020  possui  125 estandes de artesanato e um  Polo Gastronômico. O evento busca difundir o artesanato, a cultura e os pequenos negócios do Estado, criando um ambiente favorável para os empreendedores divulgarem e comercializarem seus produtos, além de garantir uma alternativa de entretenimento para sergipanos e turistas.


Fonte: Ascom/Crea-SE