Sergipe

03/01/2020 às 16h35

Obra da Hermes Fontes passa a ter três frentes de trabalho a partir de terça, 7

Agência Aracaju de Notícias

A obra de infraestrutura do corredor Hermes Fontes passa a contar com mais duas frentes de trabalho a partir da próxima terça-feira (7). Esse planejamento visa dar celeridade

Foto: André Moreira/PMA
aos trabalhos da obra de construção do quarto corredor de transportes da capital, que abrange também as avenidas Adélia Franco e Empresário José Carlos Silva (antiga Heráclito Rollemberg).

A segunda frente atuará no sentido DIA/Centro da avenida Adélia Franco, entre o cruzamento com a rua Manoel de Oliveira Martins e a rua Dr. Gutemberg Chagas, nas proximidades do Palácio do Governo do Estado. Deste modo, o trecho ficará interditado para o tráfego de veículos. Será montado um binário no sentido contrário da via, que passa a ter sentido duplo de circulação nesse trecho.

Já a terceira frente de trabalho atuará na avenida José Carlos Silva, num trecho de aproximadamente 700 metros, entre a rotatória do Conjunto Orlando Dantas e o antigo retorno próximo à rua João Batista Machado, que será bloqueado para o fluxo de veículos; no sentido contrário (Norte/Sul) será formado um binário. Dessa forma, após a rotatória, os veículos que seguem em direção ao Centro da cidade serão desviados para o sentido contrário da via. No retorno, próximo à rua João Batista Machado, os veículos retornam para a pista de origem.

A intervenção urbana começou com uma frente de trabalho que atua no sentido Centro/DIA, entre a avenida Barão de Maruim e a rua Frei Paulo. Neste trecho, boa parte do serviço de troca de tubulação já foi feito e um binário foi montado entre a rua Euclides Paes Mendonça e a avenida Edelzio Vieira de Melo para auxiliar na trafegabilidade da via.

Somente depois da troca da tubulação e de todo o trabalho na rede de drenagem, esgoto, conserto das bocas de lobo, retirada do canteiro central se inicia a segunda fase da obra, a de requalificação do pavimento asfáltico das avenidas que compõem esse corredor de transportes.

De acordo com o presidente da Empresa Municipal de Obras e Urbanização (Emurb) e secretario municipal da Infraestrutura, Sérgio Ferrari, a obra foi rigorosamente planejada e seu propósito tem amparo nas vertentes do direito ambiental e urbanístico.

“Do ponto de vista técnico temos um rico arcabouço jurídico que embasa esta obra. Na parte urbanística e arquitetônica será um marco para a cidade porque vai consolidar a mobilidade e vai reparar as arestas na parte de uma vegetação relativamente antiquada para a cidade. É por isto que estamos tendo o cuidado de executar a obra por etapas, com estas três frentes na parte basilar”, explica Ferrari.

Por conta da complexidade da área da Hermes Fontes, a intervenção urbanística tem uma sistemática diferente da dos outros corredores que integram o Projeto de Mobilidade Urbana (Beira Mar, Augusto Franco e Centro/Jardins), cujas obras de infraestrutura estão com execuções em andamento. No corredor Hermes Fontes, os serviços foram iniciados em período propício, devido às férias escolares, que provocam a redução do fluxo de veículos, além de ser uma época em que o registro de chuvas é menor.

Trânsito

Para minimizar os transtornos, a Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT) realiza alterações no trânsito para atender à demanda das frentes de trabalho e agentes atuam na localidade, monitorando o tráfego e orientando os condutores.

“Os agentes acompanharão os serviços do início, às 5h da manhã, até o horário previsto para o encerramento dos trabalhos, às 17h. Além disso, iremos reforçar a comunicação com os condutores por meio da imprensa e das redes sociais para que possam preferir as rotas alternativas para evitar congestionamentos”, afirma o superintendente municipal de Transportes e Trânsito (SMTT) Renato Telles.

Para diminuir transtornos, a SMTT recomenda a utilização de rotas alternativas. Assim, quem estiver seguindo sentido DIA/Centro pode utilizar como rotas alternativas as ruas José de Faro Rollemberg, Américo Curvelo, Construtor João Alves e Lagarto. Já quem estiver no sentido Centro/DIA, pode acessar as ruas Estância ou Dom Bosco e seguir pela avenida Edelzio Vieira de Melo para retornar à Hermes Fontes.

Projeto

Executado pela Prefeitura de Aracaju a partir de um investimento superior a 20 milhões de reais, com recursos de convênio firmado junto ao Governo Federal, o projeto de construção do corredor Hermes Fontes conta, dentre outras intervenções, com a criação de uma faixa exclusiva para ônibus, ao lado esquerdo da via, e construção de uma nova ciclovia na avenida José Carlos Silva.

Com 6,8 km de extensão, o corredor corta os bairros São José, Salgado Filho, Suíssa, Luzia, Grageru, Inácio Barbosa e São Conrado. As três avenidas do eixo serão recapeadas e também serão construídas calçadas com rampas de acessibilidade e implantadas sinalização vertical e horizontal.

 


Fonte: Agência Aracaju de Notícias