Sergipe

06/12/2019 às 15h31

Cesta básica de Aracaju acumula queda de 9,3%

NIE/FIES

Análise realizada pelo Boletim Sergipe Econômico, parceria do Núcleo de Informações Econômicas (NIE) da Federação das Indústrias do Estado de Sergipe (FIES) e do Departamento de Economia da UFS, com base nos dados da Pesquisa Nacional da Cesta Básica, realizada pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (DIEESE), apontou que em novembro deste ano, o valor da cesta básica na capital sergipana ficou em R$ 325,40, permanecendo o menor custo registrado entre as dezessete capitais pesquisadas.

Em termos relativos, na comparação com novembro do ano passado, verificou-se redução de 6,96% no valor da cesta. Contudo, no comparativo com o mês imediatamente anterior, outubro último, observou-se leve aumento de 0,12% no custo do conjunto de alimentos essenciais. O aumento registrado é o primeiro após cinco meses seguidos de queda.

Com os dados do décimo primeiro mês do ano corrente, a variação acumulada no custo da cesta em Aracaju – no período de janeiro a novembro deste ano –, situou-se 9,30% abaixo do custo verificado no último mês de 2018.

Comparação

No mês analisado, levando-se em consideração a comparação com o mês anterior (outubro/2019), observou-se que redução no valor da cesta em sete capitais, sendo elas: Curitiba (-2,0%), Porto Alegre (-2,0%), Salvador (-1,8%), Rio de Janeiro (-1,6%), São Paulo (-1,6%), Recife (-1,4%) e João Pessoa (-1,2%).

Por outro lado, dentre as nove capitais que apresentaram aumento no valor da cesta básica, destacaram-se Vitória (+7,9%), Florianópolis (+4,5%), Campo Grande (+3,1%), Fortaleza (+2,2%) e Natal (+1,8%).

Em relação a novembro de 2018, observou-se queda no valor da cesta básica em sete capitais, com destaque para Aracaju (-7,0%) e Fortaleza (-3,8%). Nessa comparação, as capitais que apresentaram altas mais significativas foram Vitória (+13,1%), Goiânia (+8,7%) e Recife (+6,3%).

Em termos absolutos, a capital com a cesta mais cara foi Florianópolis (R$478,68), seguida por São Paulo (R$ 465,81) e Vitória (R$ 462,06). Já as capitais com as cestas mais baratas foram Aracaju (R$ 325,40), seguida de Salvador (R$ 341,45) e João Pessoa (R$ 347,14).

O preço da cesta básica de Brasília em novembro não foi informado pelo DIEESE em decorrência de um problema na coleta, impedindo o cálculo da mesma.


Fonte: NIE/FIES