Sergipe

06/12/2019 às 15h00

IPCA de Aracaju atinge 0,14%

IBGE/SE

O Índice de Preços ao Consumidor Amplo – IPCA no mês de outubro, em Aracaju, apresentou variação de 0,14%, registrando, junto com o Recife, o menor índice do país. O índice no Brasil ficou em 0,51%.  

Desde novembro de 2018 até novembro de 2019, esse índice representa uma variação acumulada de 3,69%. De janeiro a novembro de 2019, acumula-se um valor de 2,99% no índice geral.

Para o cálculo do índice do mês, foram comparados os preços coletados no período de 29 de outubro a 27 de novembro de 2019 (referência) com os preços vigentes no período de 28 de setembro a 28 de outubro de 2019 (base).

Em relação à variação mensal, em Aracaju, o grupo das despesas pessoais apresentou a maior variação (1,92%). O grupo de habitação variou 0,65%, enquanto o grupo transportes teve variação de -0,37% e o grupo artigos de residência, -0,65%.

Em relação aos produtos ou serviços que apresentaram variação mais acentuada em Aracaju, o destaque é a cebola, que teve -20,41% de variação e o preço do gás de botijão, com -3,31%, trazendo um impacto de -0,05 p.p. no resultado da área. A carne apresentou uma variação de 3,55%, em Aracaju, representando a 2ª menor variação do país.

Sobre o IPCA

O IPCA é calculado pelo IBGE desde 1980, se refere às famílias com rendimento monetário de 01 a 40 salários-mínimos, qualquer que seja a fonte, e abrange dez regiões

metropolitanas, além dos municípios de Goiânia, Campo Grande, Rio Branco, São Luís, Aracaju e de Brasília.  

INPC de outubro apresenta variação de 0,17%

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor – INPC do mês de novembro apresentou variação de 0,17%, enquanto, em outubro, havia registrado -0,03%. Desde novembro de 2018 esse índice sofreu um acúmulo de variação de 3,88%.

Para o cálculo do índice do mês, foram comparados os preços coletados no período de 29 de outubro a 27 de novembro de 2019 (referência) com os preços vigentes no período de 28 de setembro a 28 de outubro de 2019 (base).

Em relação a variação mensal dos produtos e serviços, as despesas pessoais apresentaram uma variação de 2,69%, habitação, 0,25% enquanto transportes apresentaram -0,18% e Artigos de residência, -0,64%.  

De modo geral, as variações apresentadas tanto pelo IPCA, como INPC registraram aumento.

Sobre o INPC

O INPC é calculado pelo IBGE desde 1979, se refere às famílias com rendimento monetário de 01 a 05 salários-mínimos, sendo o chefe assalariado, e abrange dez regiões metropolitanas, além dos municípios de Goiânia, Campo Grande, Rio Branco, São Luís, Aracaju e de Brasília.


Fonte: IBGE/SE