Sergipe

02/12/2019 às 10h28

Casal suspeito de matar e esquartejar homem em São Cristóvão revelam ter assassinado por vingança

Redação Portal A8

Foto: SSP/SE
O corpo foi encontrado esquartejado e decapitado, na BR 101,  próximo ao povoado Aningas, no município de São Cristóvão, Grande Aracaju.  O local foi de onde a polícia iniciou a primeira fase da perícia, quando foram encontrados apenas o tronco, quadril, pernas e braços da vítima, as partes do corpo foram reconhecidas pelos familiares, somente depois que a cabeça da vítima foi encontrada, em um terreno, anexo à casa dos suspeitos. 

Eles foram identificados como Jadilson Conceição de 32 anos e e Ursula  de 27 e moravam juntos há um anos e três meses. Os suspeitos de terem assassinado brutalmente o Luciano Jesus dos Santos, de 36 anos, inicialmente negaram o crime, mas foi na casa onde moravam que a polícia percebeu algo estranho.

Segundo o delegado Mario Leony, o corredor próximo ao quarto do casal, tinha manchas de sangue. Ainda segundo a polícia, vários indícios levam para a participação do casal no crime, Úrsula, por exemplo, teria sido vista na noite do desaparecimento do Luciano com um carro de mão, sujo de sangue, nele, algumas ferramentas que teriam sido usadas na morte da vitima.

"O casal tem antecedentes criminais, ele por porte de arma de fogo e receptação. Úrsula tem passagem por lesão corporal, tendo inclusive com uma arma branca agredido o próprio pai. Além disso, ela desacatou um policial rodoviário federal com uma faca. Segundo os suspeitos, a motivação do crime teria sido que a vítima Luciano era amigo de um desafeto de Jadilson. Jadilson então alegou ter matado Luciano sozinho, mas informou que contou com a ajuda da suspeita Úrsula para ocultar o cadáver"., explicou o delegado.

Úrsula chegou a dizer a polícia que as ferramentas teriam sido usadas em um ritual religioso, mas a investigação aponta o contrário e o crime estaria relacionado a vingança.