Sergipe

15/11/2019 às 10h42

Mais de 800 animais silvestres são devolvidos à natureza

FPI/SE

Nos dez dias da 5ª etapa da Fiscalização Preventiva Integrada em Sergipe, a equipe Fauna conseguiu devolver para a natureza 849 animais silvestres, entre aves e répteis. No período, 904 bichos foram resgatados. Desses, 45 animais foram encaminhadas para tratamento no Cetas e na Universidade Federal de Sergipe (UFS).

O cardeal e o coleirinho foram as espécies de aves mais resgatadas nesta FPI/SE. Entre os animais que correm risco de extinção resgatados estão os psitacídeos em geral, como jabutis ou cágados. “Também resgatamos muitos papagaios jovens, o que significa que as pessoas continuam a retirá-los da natureza, apesar dos esforços da FPI e dos órgãos ambientais na região”, relatou a coordenadora da equipe, Aline Borba.

Os técnicos da equipe realizaram resgate de animais nos municípios de Canhoba, Porto da Folha, Gararu, Itabi, Nossa Senhora da Glória, Feira Nova, Canindé do São Francisco, Poço Redondo e Monte Alegre.

Educação Ambiental – Durante a FPI/SE a equipe Fauna realizou atividades de educação ambiental em oito escolas públicas do município de Canindé do são Francisco, alcançando 640 estudantes do 5º ao 9º ano do ensino fundamental. Nas ações, os técnicos levam alguns animais empalhados para as escolas e falam, também, da ocorrência das espécies na região. Os bichos empalhados foram cedidos pela UFS em apoio às atividades de educação ambiental na FPI/SE. A equipe também recebeu em visita guiada 18 estudantes do curso de graduação em zootecnia e veterinária da UFS, campus sertão.

Equipe Fauna

Integram a equipe técnicos da Administração Estadual do Meio Ambiente de Sergipe (Adema), Departamento de Polícia Rodoviária Federal (DPRF), Centro da Terra – Grupo Espeleológico de Sergipe (CT/SE), Polícia Militar de Sergipe (PM/SE), Universidade Federal de Sergipe (UFS), Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco (CBHSF), Centro de Manejo de Fauna da Caatinga (CemaFauna).

 


Fonte: FPI/SE