Sergipe

08/11/2019 às 17h45

Em Aracaju, inflação atinge 0,04%

IBGE/SE

O Índice de Preços ao Consumidor Amplo – IPCA no mês de outubro, em Aracaju, apresentou variação positiva de 0,04%. O índice no Brasil ficou em 0,10%.

 Desde outubro de 2018 até outubro de 2019, esse índice representa uma variação acumulada de 3.22%.De janeiro a outubro de 2019, já acumula-se uma porcentagem de 2,85% no índice geral. 

 Para o cálculo do índice do mês, foram comparados os preços coletados no período de 28 de setembro a 28 de outubro de 2019 (referência) com os preços vigentes no período de 28 de agosto a 27 de setembro de 2019 (base).

Em relação a variação mensal do índice dos produtos e serviços, em Aracaju, o grupo da alimentação apresentou uma variação de  -0,38% e o da Habitação, de -0,46%. Enquanto isso, artigos de residência, vestuário e transporte apresentaram uma variação de 0,83%, 0,85%, 0,78%, respectivamente.

O gráfico abaixo apresenta uma série histórica da variação mensal do índice geral de produtos e serviços, demonstrando que em Aracaju, a variação entre os meses de setembro e outubro de 2019 estiveram estáveis.

 Em relação aos produtos ou serviços que apresentaram variação em Aracaju, o destaque é a cebola, que teve -20.21% de variação.

Em relação aos produtos ou serviços com maiores pesos mensais no mês de outubro de 2019 para Aracaju, podemos destacar a gasolina (com a maior variação das cidades pesquisadas – 2,62%), refeição (0,33%), Energia elétrica residencial, com variação negativa de -2,85%, ônibus urbano (não teve variação), plano de Saúde com 0,59% e o serviço de Empregado Doméstico com variação positiva de 0,33%.  

Sobre o IPCA O IPCA é calculado pelo IBGE desde 1980, se refere às famílias com rendimento monetário de 01 a 40 salários-mínimos, qualquer que seja a fonte, e abrange dez regiões metropolitanas, além dos municípios de Goiânia, Campo Grande, Rio Branco, São Luís, Aracaju e de Brasília.   

INPC de outubro apresenta variação de -0,03%

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor – INPC do mês de outubro apresentou variação de-0,03, enquanto, em setembro, havia registrado 0,01%. Desde outubro de 2018 esse índice sofreu um acúmulo de variação de 3,32%.  

Para o cálculo do índice do mês, foram comparados os preços coletados no período de 28 de setembro a 28 de outubro de 2019 (referência) com os preços vigentes no período de 28 de agosto a 27 de setembro de 2019 (base).

Em relação a variação mensal dos produtos e serviços, a alimentação apresentou uma variação de -0,37%, seguida da Habitação -0,35% e despesas pessoais, com -0,44. Já os Artigos de residência apresentaram uma variação de 0,99%, Vestuário com 0,91% e Transportes com o percentual de 0,56%.

Em relação aos Produtos ou serviços com maiores pesos mensais no mês de outubro de 2019 para o município de Aracaju, podemos destacar uma variação de 2,62% na gasolina, energia elétrica com -2,85%, refeição com 0,33%, botijão de gás com 1,66%, pão francês com -1,63% e perfume com -0,97%.  

Outros produtos e serviços também possuem peso mensal importante em Aracaju, mas não apresentaram variação, como é o caso do Ônibus Urbano, taxa de água e de esgoto, telefone celular e assim como o ensino fundamental.   

De modo geral, as variações apresentadas tanto pelo IPCA, como INPC mantiveram-se estáveis. 

Sobre o INPC

O INPC é calculado pelo IBGE desde 1979, se refere às famílias com rendimento monetário de 01 a 05 salários-mínimos, sendo o chefe assalariado, e abrange dez regiões metropolitanas, além dos municípios de Goiânia, Campo Grande, Rio Branco, São Luís, Aracaju e de Brasília. 


Fonte: IBGE/SE