Sergipe

30/05/2018 às 19h21

Ordem de serviço para construção do Canal de Xingó é assinada

Redação Portal A8

O presidente nacional da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e Parnaíba (Codesvasf), Avelino Neiva, assinou nesta quarta-feira (30) em Aracaju a ordem de serviço do projeto básico da primeira etapa do Canal do Xingó, cuja verba no valor de R$ 11 milhões foi assegurada pelo deputado federal André Moura (PSC). Ele ainda visitará os perímetros irrigados Betume, Cotinguiba/Pindoba e Propriá, no baixo São Francisco. 

Para André Moura, a assinatura do convênio é o primeiro passo para levar alegria aos sertanejos. “A elaboração do projeto básico é peça essencial para dar início à obra. Sem ele, nada anda, como de fato não andou nestes últimos 25 anos em que muitos prometeram e nada fizeram. Enfim, é mais um sonho do sergipano que começa a virar realidade. É um momento histórico. Até quero uma cópia desse documento para mostrar aos meus netos e dizer que participei desse instante”. 

O canal foi idealizado para ampliar a oferta de água no semiárido em Sergipe e em parte do sertão baiano, contribuindo para a promoção do desenvolvimento socioeconômico da região. Até dezembro o projeto estará pronto e, assim, norteará a futura construção do trecho inicial do canal, entre os municípios de Paulo Afonso, na Bahia, e Poço Redondo. A segunda etapa do canal contemplará os municípios de Porto da Folha, Monte Alegre e Nossa Senhora da Glória. 

O presidente Avelino Neiva agradeceu a André Moura pelo empenho na captação de recursos para a Codevasf. “O deputado, sem dúvida, é o parlamentar que mais viabilizou investimentos para a Codesvaf. Não somente para os municípios sergipanos, mas para toda a companhia. Em Sergipe, graças ao trabalho dele, a Codesvaf passará a atender aos 75 municípios. Parabéns aos sergipanos por terem um parlamentar do quilate de André Moura”, pontuou Avelino Neiva. 

Emenda de Bancada – O deputado André Moura conseguiu que fossem alocados para a Codevasf parte do valor da emenda de bancada de cerca de R$ 55 milhões que beneficiará, principalmente, o pequeno e o médio agricultor atendido pela companhia, desonerando o escoamento da produção. Os recursos serão utilizados para a aquisição de caminhões-pipa, basculante, compactador de lixo, pá carregadeiras, retroescavadeiras, patrols, tratores de 100 e 75 cv e roçadeiras articuladas.  

Integração – Outros recursos viabilizados por André Moura para benefício do homem do campo foram de R$ 7,4 milhões para obras de pavimentação, construção de mercado municipal, recuperação de estradas vicinais e manutenção de estradas, mais R$ 3 milhões destinados à aquisição de máquinas forrageiras para os agricultores, junto ao Ministério da Integração.