Sergipe

19/05/2018 às 10h44

Servidores do IML pedem reforço policial durante deslocamento de corpos do sertão a Aracaju

Redação Portal A8

A Secretaria da Segurança Pública nega que tenha havido atentado contra servidores do Instituto Médico Legal, no final da manhã de hoje, quando faziam o deslocamento entre Poço Redondo e Aracaju, por conta das duas mortes registradas durante cumprimento de mandado de prisão em operação da Polícia Civil.

Os agentes do IML pararam em um posto de combustível em Monte Alegre, no sertão de Sergipe, quando dois homens em uma caminhonete perguntaram se a ocorrência tinha relação com o caso envolvendo a Operação deflagrada nesta sexta-feira pela SSP. Os agentes responderam, mas apresentaram preocupação com a abordagem e as perguntas feitas pela dupla.

Os servidores do IML então decidiram seguir até a Delegacia de Monte Alegre e pedir apoio. Policiais civis de Monte Alegre e de Nossa Senhora da Glória fizeram a escolta da viatura do IML até Aracaju, onde chegaram por volta das 17h30, sem qualquer tipo de intercorrência.

Dois homens foram localizados por guarnições da PM e identificados, prestaram esclarecimentos aos policiais Civis na delegacia de Canindé do São Francisco, mas alegaram apenas ter sido mera curiosidade, diante da repercussão provocada pela operação policial.
Em seguida foram liberados.