Sergipe

16/05/2018 às 15h05

Pais de bebê trocado na maternidade vão acionar Justiça

Redação Portal A8

Os pais do bebê trocado na maternidade de Nossa Senhora de Lourdes vão acionar a Justiça para realizar um novo exame de DNA no feto. A iniciativa, de acordo com a família,

é em razão do primeiro laudo solicitado pelo Instituto Médico Legal (IML) ter sido inconclusivo, afinal, segundo o inquérito policial, o material genético não foi preciso em razão do corpo já está em avançado grau de decomposição.

De acordo com Bruno Sotero, pai da criança, acionar a Justiça poderá garantir sepultar o filho. “Vamos tomar as providências, queremos outro exame para ter certeza. Se o resultado mostrou isso, então tem alguma coisa estranha”, comentou.

Para o portal A8, Bruno acrescentou ainda que deverá ainda essa semana entrar com a ação. “Vou sentar com a advogada para ver isso. A gente questiona esse resultado, pois se já trocaram os bebês, imagine uma troca de um cartão, não é verdade? Quem garante isso?”, questionou.

Vale salientar ainda que o delegado Fernando José, responsável pelo inquérito policial, não indiciou nenhum funcionário. Inclusive, considerou até o fato como um erro administrativo. Na última segunda-feira, dia 14, os fetos dos bebês gêmeos, que também foram submetidos ao processo de DNA foram sepultados novamente e com resultado satisfatório.

Entenda o caso

A novela dramática teve início em meados de dezembro do ano passado, a maternidade deu entrada no necrotério da unidade três corpos, um de parto de um feto de cinco meses e dois irmãos gêmeos. A família tentou retirar o corpo do necrotério e foi informada que já não estava mais.

Em janeiro, um boletim de ocorrência foi prestado pela Secretaria Estadual da Saúde na 8ª Delegacia de Polícia Civil e os corpos dos dois bebês entregues à família dos gêmeos foram desenterrados para que fossem realizados os exames de DNA.