Sergipe

05/12/2011 às 18h22

Polícia alagoana prende acusado de matar escrivão da PC de SE

Redação Portal A8
Divulgação (SSP/SE)

A prisão feita pela polícia de Alagoas de Nildo Macedo da Silva, 40 anos, mais conhecido por "Bida", neste último domingo (4) em Penedo (AL), foi comemorada pela Superintendência da Polícia Civil de Sergipe. Bida, preso em Sergipe em julho de 2010 com sua quadrilha, foi posto em liberdade para comemorar o aniversário em casa, mesmo sem estar no regime semi-aberto, pouco mais de um ano depois de executar o escrivão Flávio Santos de Oliveira Matos, da Polícia Civil sergipana.

Segundo o delegado Jonathas Evangelista, coordenador operacional das Delegacias do Interior, várias diligências com objetivo de prendê-lo novamente foram realizadas. O escrivão morreu após intervir, com outro policial, a um assalto realizado na cidade de Frei Paulo. Bida é suspeito de liderar uma quadrilha especializada em assaltos a agências bancárias e dos Correios em Sergipe e Alagoas.

A polícia alagoana detalhou que "Bida" teria comandado o assalto a agência do Banco do Brasil de Piaçabuçú (AL), quando cerca de seis homens invadiram a sede da Polícia Militar e a Delegacia da cidade, rendendo os policiais e subtraindo as armas, realizando em seguida o assalto ao banco.

Bida confessou ter, juntamente com outros membros do grupo, assaltado os Correios das cidades de Jaramataia (AL) e de Igreja Nova (AL). No momento da prisão, os policiais encontraram com o acusado um veículo Polo, de cor prata e placa NMH 4040, que foi tomado de assalto, na cidade de Arapiraca, no bairro Primavera. Bida foi ouvido na sede da Divisão Especial de Investigação e Capturas (Deic), em Maceió (AL), em seguida levado para o sistema prisional.

"Bida" estava em um povoado no município de Penedo quando foi surpreendido pelos agentes da Divisão Especial de Investigação e Capturas (Deic) que estavam investigando a participação dele no roubo à agência do Banco do Brasil de Piaçabuçu.

Primeira prisão

No dia 7 de julho de 2010, a Secretaria da Segurança Pública de Sergipe (SSP/SE) detalhou à imprensa todo o processo investigativo que levou à prisão, no primeiro momento, de Bida e mais seis pessoas: Evanildo dos Santos Nascimento, o Mago, Marcelo de Lima Silva, vulgo Cabeça, Erisvaldo Pereira de Souza Silva, conhecido como Ninja, Carlos Vanderson Vieira dos Santos, o Sete Facadas, Wilton Nogueira, o Boy, e Rita Alves de Góis. Foram apreendidas nove armas de fogo, sendo seis pistolas e três revólveres. A coletiva contou com representantes das polícias Civil e Militar de Sergipe.

As prisões ocorreram nos municí¬pios de Nossa Senhora do Socorro, Areia Branca, Itabaiana e Lagarto, por policiais do Complexo de Operações Policiais Especiais (Cope), Delegacia Regional de Itabaiana, Grupamento Especializado Táticos de Motos (Getam), Delegacia Regional de Lagarto, Divisão de Inteligência e Planejamento Policial (Dipol), Coordenadoria das Delegacias do Interior (Copci), e Comando de Operações Especiais da PM.

Fonte: SSP/SE