Política

27/02/2020 às 18h16

Maria quer ações que visem a divulgação, prevenção e combate à proliferação do Coronavirus em SE

Assessoria de Imprensa

Através da Indicação  31/2020, protocolada nesta quinta-feira (27), a deputada estadual Maria Mendonça (PSDB) pediu ao Governo do Estado que proceda, com a máxima brevidade, ações de divulgação, prevenção e combate à proliferação do Coronavírus (COVID-19). O objetivo, explicou a parlamentar, é evitar um possível surto da doença no Estado.

Informações divulgadas há pouco dão conta que oito pessoas estão sendo monitoradas, em Aracaju. Hoje, uma mulher de 37 anos com suspeita da doença foi internada em um hospital público da capital.

Na propositura, a parlamentar ressaltou a sua preocupação com a proliferação da doença, destacando a necessidade de orientar a população sobre como se precaver e como proceder, em situação de suspeita.

Ela lembrou que, no Brasil, o primeiro caso foi confirmado ontem (26), em São Paulo. “É preciso adotar medidas de forma organizada para evitar que o vírus chegue a Sergipe”, disse Maria Mendonça, que está de licença médica em virtude de ter sido submetida a procedimento cirúrgico.

Para Maria, o Estado deve colocar em prática o Plano de Contingência Nacional para Infecção Humana pelo novo Coronavírus (COVID-19), pois, em caso de surto, definem-se o tempo de resposta e a estrutura de comando correspondente a ser configurada em cada nível. “O Ministério da Saúde divulgou que Sergipe e mais dez Estados correm risco de um surto de dengue a partir de março deste ano. Com o risco de transmissão do Coronavírus, é necessário uma ação rápida e efetiva acerca da prevenção, sintomas e combate, justamente por já existir o risco de surto de outra doença no mesmo período, o que pode dificultar o tratamento e identificação dos sintomas”, salientou.

Ela salientou que após casos registrados na China, em dezembro passado, a doença já se alastrou por outros países, levando os infectados pelo vírus à morte. “O acesso a informação é uma forma de orientar a população sobre o problema”, afirmou.

Segundo o Plano de Contingência Nacional, disponibilizado pelo Ministério da Saúde, na fase de contenção todas as ações e medidas deverão ser adotadas para identificar oportunamente e evitar a dispersão do vírus. “Ou seja, as estratégias devem ser voltadas para evitar que o vírus seja transmitido de pessoa a pessoa”, disse, ressaltando que a sugestão do Ministério é que nesse período, os Planos de Contingência dos Estados devam estar elaborados e publicizados, contendo, dentre outras informações, a organização da rede de atenção hospitalar.


Fonte: Assessoria de Imprensa