Sergipe

OAB-SE emite nota sobre fuga de policial militar

Fuga revela fragilidade do sistema penitenciário de Sergipe

30/09/2015 19h03
OAB-SE emite  nota   sobre  fuga de  policial militar
A8SE

A fuga de Giusepe do Amaral Carvalho desperta, mais uma vez, a preocupação da OAB/SE quanto à segurança nos presídios em Sergipe.

Giusepe é acusado de integrar uma milícia em Pernambuco, responsável pelo assassinato de mais de 40 pessoas, segundo a polícia pernambucana. Ele recebeu voz de prisão em Sergipe na quinta-feira da semana passada e estava custodiado no Presídio Militar, em Aracaju, de onde fugiu nesta madrugada, sem deixar pistas.

"Esta fuga revela, mais uma vez, a fragilidade do nosso sistema prisional e confirma as suspeitas de corrupção envolvendo agentes públicos responsáveis pela segurança dos presídios no Estado", ressalta o presidente em exercício da OAB/SE, Valmir Macedo de Araújo. Denúncias, inclusive, já feitas pela OAB/SE em episódios de fugas ocorridos anteriormente e de forma semelhante. "Essas cinematográficas `fugas` – ele faz questão das aspas – estão transformando o nosso Estado em verdadeiro set de filmagem hollywoodiano", ressaltou.

A OAB/SE aguarda que as autoridades apurem todas estas fugas com o rigor da lei para que os responsáveis sejam punidos. A delegada de Polícia Beatriz Gibson, titular da Polinter em Pernambuco, esteve em Sergipe e, nas sucessivas entrevistas que concedeu a jornalistas nesta manhã, revelou um dado preocupante: ela tinha certeza que Giusepe fugiria e insistiu para que o detento fosse transferido para Pernambuco na tarde de segunda-feira.

No entanto, por orientações do Comando Geral da PM, a transferência do detento só foi autorizada para acontecer na manhã de ontem.

Tags: