Dados

Número de acidentes de trânsito em Aracaju caiu 18% em 2020, afirma SMTT

Foram 3.626 ocorrências desta natureza no ano passado

Por assessoria de comunicação SMTT 27/01/2021 17h24
Número de acidentes de trânsito em Aracaju caiu 18% em 2020, afirma SMTT

Em 2020, o número de acidentes de trânsito nas ruas e avenidas da capital sergipana caiu 18,8% em comparação ao ano de 2019. Os dados são da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito de Aracaju em um levantamento que também leva em conta os dados da Companhia de Policiamento de Trânsito (CPTran) e Instituto Médico Legal (IML).

Foram 3.626 ocorrências desta natureza no ano passado e 4.446 registradas em 2019. As colisões envolvendo automóveis e veículos pesados representam a maioria dos acidentes no ano de 2020: foram 2.934. Ciclomotores, motocicletas e motonetas estiveram em 1.388 ocorrências; pedestres em 77; já os ciclistas se envolveram em 44 acidentes. 

Em 1.279 ocorrências, houve pelo menos uma vítima ferida. Mas, em 2.347 delas, apenas danos materiais foram registrados. O superintendente da SMTT, Renato Telles, avalia que as intervenções estruturais da Prefeitura de Aracaju nos trânsito da cidade, a atuação dos agentes da SMTT nas ruas e as ações educativas contribuíram para a queda de 18% nos acidentes em Aracaju. 

A redução da circulação de pessoas pela cidade durante o período de restrições devido à pandemia do novo coronavírus também é um fato que contribuiu para a queda do número de acidentes na capital sergipana.

“Durante seis meses, aproximadamente, registramos um fluxo de veículos menos intenso nas ruas, e isso contribuiu para o registro de menos acidentes. Porém, neste período, os acidentes que acontecera foram mais graves. Por isso, reforço mais uma vez a importância da conscientização da população para termos um trânsito mais seguro”, disse Renato. 

Índice preocupante

Em paralelo à queda do número de acidentes em Aracaju, uma outra estatística preocupa: o crescimento de pessoas que perderam a vida em colisões, atropelamentos e outras ocorrências de violência no trânsito. Segundo dados parciais, foram 44 óbitos em 2020, seis a mais que o registrado em 2019, ano em que 38 pessoas perderam a vida em ruas e avenidas da cidade. 

Para reduzir esse índice, a SMTT de Aracaju tem reforçado suas campanhas educativas na capital sergipana, já que a maioria dos acidentes graves é provocada por desrespeito às leis do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), como excesso de velocidade, embriaguez ao volante, ultrapassagem indevida e não uso dos equipamentos de segurança, como cinto e capacete.