Falsa acusação

Inquérito confirma que adolescente não foi estuprada por vereador em Malhada dos Bois

No novo depoimento, ela afirmou que não ocorreu o crime e que atribuiu a culpa ao vereador por ter receio da não aceitação da gravidez por parte dos pais e familiares dela.

Por Polícia Civil 04/03/2021 11h15
Inquérito confirma que adolescente não foi estuprada por vereador em Malhada dos Bois
SSP/SE

Nesta quarta-feira (03), a Delegacia de Malhada dos Bois concluiu o inquérito policial que investigava o suposto estupro de uma adolescente, que teria sido praticado por um vereador do município. As investigações apontaram que o vereador não praticou o crime e que a adolescente prestou falsas informações à Polícia Civil.

De acordo com as informações, a adolescente foi à unidade policial, no dia 18 de fevereiro, comunicar que teria sido vítima de estupro e que o crime teria sido praticado por um vereador da cidade. As investigações apontaram para a não ocorrência do crime. Diante disso, foi feita uma nova oitiva da adolescente.

No novo depoimento, ela afirmou que não ocorreu o crime e que atribuiu a culpa ao vereador por ter receio da não aceitação da gravidez por parte dos pais e familiares dela. Ela revelou ainda que pretendia efetuar o aborto alegando o estupro.

Com isso, o inquérito policial foi concluído e remetido à Justiça para adoção das demais medidas legais cabíveis ao caso. Ainda conforme as informações policiais, a adolescente será indiciada por ato infracional semelhante à prática de denunciação caluniosa.