Sergipe

Congresso Brasileiro incentiva desenvolvimento econômico

30/09/2015 19h13
Congresso Brasileiro incentiva desenvolvimento econômico
A8SE

Foi aberto nesta quinta-feira, 4, o II Congresso Brasileiro de Certificação e Acreditação em Sergipe, realizado pelo Governo de Sergipe através da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e da Ciência e Tecnologia (Sedetec), Sebrae Sergipe, Rede Petrogas, Petrobras, Movimento Competitivo Sergipe e seus parceiros. A solenidade de abertura, que aconteceu no auditório Atalaia do Centro de Convenções de Sergipe, foi marcada pela certificação de empresas da Rede de Cooperação da Cadeia Produtiva do Petróleo e Gás em Sergipe - Rede Petrogas/SE, que atuam em ramos como serviços técnicos submarinos, gás, engenharia de petróleo, treinamento e consultoria.

As contempladas foram certificadas publicamente em Sistema de Gestão Integrada (SGI) - Normas ISO 9001, ISO 14001 e OHSAS 18001, o que possibilita uma inserção competitiva dessas empresas nos mercados local, nacional e internacional. O evento foi aberto pelo secretário de Estado da Casa Civil, Oliveira Júnior, que representou o governador de Sergipe, Marcelo Déda, e destacou que a Sedetec já vem prestando apoio permanente a processos de capacitação, de inovação e ao próprio funcionamento de empresas instaladas em Sergipe.

"A Sedetec atua nessa área através de vários órgãos envolvidos com os empresários, tanto da rede de petróleo e gás, quanto de outras cadeias produtivas. Além dela, o Sergipe Parque Tecnológico e a Companhia de Desenvolvimento Industrial e de Recursos Minerais de Sergipe (Codise) são fundamentais nesse apoio", pontuou o secretário Oliveira Júnior, falou também sobre a relevância do processo de certificação. "O benefício trazido para o Estado é o desenvolvimento econômico que a certificação proporciona. As empresas certificadas obtêm acesso diferenciado ao mercado, estão preparadas para enfrentar a concorrência e, sobretudo, melhor preparadas para servir aos consumidores. Com isso, ganham as próprias empresas, seus clientes e a economia do Estado como um todo", afirmou.

Certificação

O gerente geral da Unidade Sergipe Alagoas (UN-SEAL) da Petrobras, Eugênio Dezen, abordou as melhorias nos processos dessas empresas a partir da certificação. "Uma empresa que se certifica melhora bastante a qualidade de seus processos, da sua gestão, se torna mais competitiva e tem maior capacidade de enfrentar o mercado como um todo. Então, uma empresa, após a certificação, oferece menos risco para a sua contratação, pois sabe-se que ela, além de ter uma gestão bastante qualificada, tem o entendimento correto do trabalho e dos contratos que venha a participar", apontou Dezen.

Já o representante da Petrobras na Rede de Cooperação da Cadeia Produtiva do Petróleo e Gás em Sergipe - Rede Petrogas/SE, Aládio Sousa, traçou um panorama da situação de certificações em Sergipe. Ele afirmou que um convênio entre Petrobras e Sebrae, que existe há cerca de três anos, possibilita que se efetuem ações estruturantes para as micro e pequenas empresas da cadeia de petróleo e gás, sendo uma das principais delas a certificação. "Em três anos conseguimos sete certificações. Para se ter uma idéia, o total de certificações no Estado é de 53 empresas. Eu diria que um terço delas é proveniente da Rede Petrogas. Temos mais seis empresas que estão em processo de certificação e mais outras seis que estão iniciando o processo, que é lento, mas que traz benefícios inúmeros", pontuou Aládio Sousa.

O Gerente de Práticas de Gestão da gerência executiva de Desenvolvimento de Sistemas de Gestão da Petrobras, Augusto Riccio, falou sobre a determinação de empresários que buscam a certificação. "Esse é um processo que demonstra a confiabilidade dessas empresas e como elas estão preocupadas com o mercado, com a sociedade. Um certificado como esse garante os princípios e a qualidade do sistema de gestão dessas empresas, que visivelmente estão atentas ao seu papel social, ao impacto na cidadania. São grandes brasileiros empreendedores que se mobilizam para mostrar à sociedade a qualidade dos seus sistemas de gestão", comentou.

 

Tags: