Sergipe

Academia da Cidade inova com aulas online

Por Agência Aracaju de Notícias 30/07/2020 16h19
Academia da Cidade inova com aulas online
ASCOM/SMS

De segunda a quinta-feira, a Prefeitura de Aracaju, por meio da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), tem disponibilizado as aulas do Programa Academia da Cidade em formato de lives, pelo Instagram @saudearacaju. O programa foi retomado na última semana e conta com a transmissão de aulas realizadas pela equipe de educadores que antes atuavam nos polos físicos.

 

Com aulas variadas e voltadas para todos os públicos, as transmissões online contemplam exercícios de ginástica localizada, alongamento, ginástica aeróbica e dança. Um dos instrutores, Walter Igor dos Santos, acredita que a iniciativa tem sido fundamental para manter as pessoas motivadas a praticar atividade física.

 

“Querendo ou não, elas preferem as aulas presenciais, mas estão aderindo às lives. Estamos tendo bons resultados, as turmas estão gostando bastante, principalmente pela diversidade de atividades que são propostas. Enquanto professor, é mais uma experiência muito válida, uma forma de nos motivar também”, avalia.

 

De acordo com ele, as turmas presenciais chegavam a reunir até 50 pessoas. Hoje, as aulas online chegam a ter cerca de 1.500 visualizações. “O alcance é maior, porque a aula não fica restrita ao polo em si. Isso também prova a boa aceitação do trabalho”, ressalta Walter.

 

Para o professor, manter a atividade física nesse momento é muito importante. “É uma forma de continuar incentivando a atividade física e proporcionado bem-estar e saúde, que são muito necessários. Mesmo sem contato com os colegas, o principal é manter o corpo em movimento. Isso ajuda na imunidade”, justifica.

 

Alcance

A preparação da aula é voltada para que os usuários possam utilizar elementos que tenham em casa, como bastões e garrafas pets. “A ideia é que eles consigam manter a prática, mesmo em casa. Como é ao vivo, eles sentem que estamos juntos com eles. Tem sido um sucesso”, garante o professor Anderson Santos Bezerra.

 

Ele é instrutor do programa desde 2008 e acredita que essa mudança para o ambiente digital torna a iniciativa ainda mais interessante. “Esse momento pelo qual estamos passando agora requer a prática da atividade física e da interação virtual. Cada professor tem um grupo com seus alunos e o feedback que eles dão tem sido bastante positivo”, ressalta.

 

Anderson também acredita que, dessa forma, o programa consegue atingir mais pessoas. “Não só os que já eram alunos, mas o público geral”, afirma. As aulas ocorrem pela manhã, das 9h às 9h30, às segundas e quartas; e pela tarde, das 16h às 16h30, às terças e quintas. “Todos têm gostado bastante, seja pela saúde física ou pela saúde mental, já que, nos mantendo ativos, fortalecemos a imunidade”, destaca Anderson.

 

Luciana Pereira Alves também é instrutora do programa e diz que se surpreendeu com a disponibilidade dos alunos, que estão tendo que se adaptar a uma nova realidade. “Embora o programa não estabeleça um público-alvo e seja voltado para todas as idades, a maioria dos alunos é idoso. Eles procuraram criar contas na rede social para poder acompanhar”, afirma Luciana.

 

Para facilitar, ela também envia os vídeos para os alunos, para os que, por algum motivo, não acompanharam determinada aula. Tudo para que não fiquem sem praticar atividade física. “A ordem foi ficar em casa, e essas lives, sem dúvida, vieram para trazer mais saúde para os usuários. Espero que haja cada vez uma participação maior, porque é importante para a saúde como um todo”, reitera. 

 

Tags: