Atualização do caso

Jornalistas e suspeito de ataque à imprensa durante Festa do Mastro são ouvidos pela polícia

Por redação Portal A8SE 06/07/2022 18h31
Jornalistas e suspeito de ataque à imprensa durante Festa do Mastro são ouvidos pela polícia
foto: reprodução redes sociais

Na tarde desta quarta-feira (06), a polícia continuou com as oitivas em relação ao caso de agressão contra à imprensa durante a Festa do Mastro, em Capela, no último domingo (03).

Foram ouvidos pelo delegado Wanderson Bastos, que comanda o inquérito, os jornalistas que cobriam o evento e foram vítimas do ataque, além do suspeito de arremessar pedras contra as equipes.

"Ele confirma que é ele quem aparece nas imagens, mas disse que arremessa lama e não pedra. Ele afirmou que queria jogar lama por cima do mini trio. [...] Um país onde a imprensa não pode exercer seu trabalho de forma livre não é democracia", disse o delegado.

Família do idealizador da Festa do Mastro repudia ações contra a imprensa em Capela

Entenda o caso

Neste domingo (03) foi realizada a Busca do Mastro, na cidade de Capela, no entanto, durante o evento, um fato lamentável aconteceu. As equipes de reportagem que trabalhavam no local estavam em cima do trio quando foram atingidas por pedras e outros objetos. Mesmo o locutor pedindo que as pessoas parassem com a ação, alguns participantes da Festa do Mastro, continuaram com o ataque.

A repórter Jéssika Cruz, da TV Atalaia, foi atingida com uma pedra no olho, apesar da agressão, ela não teve ferimentos. Já o repórter do Canal Elétrico, Genildo Góis, teve a camisa rasgada e também levou uma pedrada na testa e arranhões.

Na última segunda-feira (04), a polícia abriu um inquérito para investigar o caso.