Entretenimento

04/07/2018 às 11h49

Quadrilha junina Século XX representa Sergipe no Nordestão 2018

Colaboração Gilson Sousa

A quadrilha Século XX ganhou o direito de representar Sergipe no Nordestão por ter sido a campeã do concurso Arrasta Pé 2018, promovido pela TV Atalaia/Record.

A XVI edição do concurso Nordestão de Quadrilhas Juninas acontecerá nos dias 7 e 8 de julho, em Mossoró, Rio Grande do Norte. Neste torneio, Sergipe será representado pela quadrilha junina Século XX, a mais tradicional do estado, com 54 anos ininterruptos de atuação nos festejos juninos. O concurso Nordestão é organizado pela União nordestina de Entidades de Quadrilha Juninas (Unej) e reúne os principais grupos selecionados nos estados de Sergipe, Paraíba, Piauí, Bahia, Alagoas, Maranhão, Pernambuco, Ceará e Rio Grande do Norte.

Serão 10 quadrilhas juninas concorrendo ao título, sendo que o RN estará com duas representantes, por ser o estado anfitrião da festa. Uma quadrilha mirim do Ceará e outra do RN também farão apresentações no palco do evento. A sergipana Século XX será a terceira a se apresentar na noite de sábado, dia 7, a partir das 21 horas. O grupo viaja para Mossoró, cerca de 900 quilômetros de Aracaju, na sexta-feira à noite. “Vamos em busca de um sonho. A Século XX já conquistou os principais títulos aqui em Sergipe e agora queremos conquistar um título regional. Estamos preparados para isso e iremos fazer uma grande apresentação neste Nordestão”, afirmou Joel Reis, presidente e marcador da Século XX.

Com o tema “Nosso destino é marcado pela providência divina. Sou homem que desafia a vida nas brenhas da caatinga. A minha fé nem a morte subestima”, a Século XX é conhecida no meio como a ‘Inconfundível’. Isso porque preserva as raízes do povo sertanejo, principalmente no que diz respeito à vida dos vaqueiros, às vestimentas e os costumes. A quadrilha sergipana é uma das poucas que ainda mantém durante suas apresentações passes tradicionais da dança, como a grande roda, o passeio na roça, o xaxado e o xote dos casais. Os pares dançam ao som de um trio pé de serra diferenciado, tocando grandes clássicos da música brasileira que envolvem a temática do vaqueiro, a exemplo de ‘Meu divino São José’, gravada por Maria Bethânia, ‘Pai nosso dos vaqueiros’, gravada por Luiz Gonzaga, e ‘Disparada’, canção escrita por Geraldo Vandré e Théo de Barros e interpretada por Jair Rodrigues.

Em 2013 a quadrilha Século XX bateu na trave num torneio nacional ao conquistar o vice-campeonato em Palmas (TO). “Dessa vez queremos que o final seja diferente. Vamos trazer o título para Sergipe. Por isso pedimos vibrações positivas de todo mundo que nos acompanha e valoriza a tradição das quadrilhas juninas”, disse Joel Reis. Este ano a quadrilha do bairro Industrial, também conhecida como ‘Cavalaria’, por causa de sua pisada forte, já participou de concursos na Rua de São João, Sesc Aracaju, Centro de Criatividade, Arraial Jubiabá, Gonzagão e TV Atalaia, no qual foi campeão pela sexta vez. Fez também apresentações no Forró Caju, Arraial do Povo, na orla de Atalaia, CAPS Infanto-juvenil, entre outras. A quadrilha Século XX ganhou o direito de representar Sergipe no Nordestão por ter sido a campeã do concurso Arrasta Pé 2018, promovido pela TV Atalaia/Record.


Fonte: Colaboração Gilson Sousa