Brasil

22/10/2018 às 06h17

Enem 2018: Inep divulga locais de prova de 5,5 milhões de candidatos

R7.com

O Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira) disponibilizou nesta segunda-feira (22) o cartão de confirmação dos 5,5 milhões de estudantes inscritos para a edição deste ano do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio), a ocorrer nos dias 4 e 11 de novembro. Os candidatos poderão acessá-lo pela página do participante.

De acordo com o órgão, o cartão de confirmação informa os detalhes sobre o local de provas, como o nome da rua e do bairro, além da numeração dos estabelecimentos. O Inep recomenda que os estudantes conheçam o caminho que irão percorrer antes da data da prova, para que se evite imprevistos no dia.

Leia também: Horário de verão começa no mesmo dia da primeira prova do Enem

Neste ano, 5,5 milhões de estudantes em todo o país farão o Enem — o que significa imprimir 11 milhões de cadernos de questões. Na semana passada, o Inep começou a enviar as provas para as 27 unidades de federação. Até então, elas estavam armazenadas em um batalhão do Exército Brasileiro no Estado de São Paulo.

A operação envolve o MEC (Ministério da Educação), Ministério da Defesa, Inep e a ECT (Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos). As provas seguem para pontos de armazenagem no interior do país. Só no dia do Enem, 4 e 11 de novembro, as provas serão enviadas para os 1.725 municípios de aplicação, sempre com escolta policial e rastreamento via satélite.

Acesse mais: Professores e servidores podem ser inscrever para aplicar Enem

 Desde 2009 os Correios fazem a distribuição das provas pelo país. No ano passado, foram 13 milhões de exames distribuídos em 1.725 municípios, cerca de 320 km percorridos.

 

Dicas

Desde a semana passada está disponível a Cartilha da Redação, em versão em PDF, para ouvintes, e em vídeo em Língua Brasileiras de Sinais (Libras), para surdos e deficientes auditivos. A Cartilha detalha todas as competências avaliadas e explica quais critérios serão utilizados nas correções dos textos. Nela estão também redações que obtiveram pontuação máxima no Enem 2017, com comentários.

Segundo o Inep, a ideia é apresentar exemplos positivos que contemplaram todos os critérios máximos de correção pelos diferentes corretores. Na página do Inep é possível ainda acessar todas as edições anteriores do Enem e os respectivos gabaritos. Está disponível também uma página com respostas às dúvidas mais frequentes sobre o Enem.


Fonte: R7.com