Brasil

07/08/2015 às 10h48

Estudo mostra dez profissões de formação técnica em que não faltam vagas

Redação Portal A8

A crise passa longe de algumas profissões técnicas, aponta levantamento do Senai (Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial) com base nos dados do Caged (Cadastro Geral de Emprego e Desemprego), do governo federal. 

 

De acordo com o estudo, dez ocupações técnicas industriais apresentaram saldo positivo entre as demissões e as contratações nos últimos 12 meses, contrariando a tendência geral de aumento do desemprego. As ocupações somam cerca de 220 mil empregos no País. De julho de 2014 a junho de 2015, acumulam um saldo positivo de 3.273 vagas. 

 

O ensino técnico foi impulsionado, nos últimos anos, pelo Pronatec — programa do governo federal que oferece cursos técnicos gratuitos, parte deles ministrada pelo sistema S, do qual o Senai faz parte. 

Veja a seguir as profissões que têm resistido à crise — as descrições constam do Cadastro Nacional de Cursos Técnicos, catálogo oficial de cursos do gênero.


Técnico do vestuário 

 

O que faz?
Supervisiona o processo de confecção do produto conforme padrões de qualidade. Acompanha equipes de trabalho que atuam na produção. Define a sequência de montagem do produto, considerando as diversas formas de execução e as características da matéria-prima especificada. Opera máquinas de costura industrial e equipamentos utilizados na indústria de confecção do vestuário. Avalia a viabilidade de produção do produto do vestuário. 

 

Onde atua?
Indústria de confecção do vestuário; empresa de desenvolvimento de produtos; ateliê de costura e prestação de serviços como autônomo

 

Mecânico de manutenção aeronáutica 

 

O que faz?
Prepara, documenta e executa manutenção preventiva e corretiva de aeronaves no tocante aos sistemas elétricos e eletrônicos de navegação, comunicação, monitoramento e controle da aeronave, bem como de seus componentes e sensores, painel de instrumentos e sistemas de cabines, segundo publicações técnicas e normas nacionais e internacionais do setor aeronáutico, objetivando a garantia da segurança de voo.

 

Onde atua? 
Empresas aéreas e oficinas de manutenção aeronáuticas; Forças Armadas. Indústria de produtos aeronáuticos; centros de instrução de aviação; empresas que prestam serviços aéreos especializados, aviação offshore, agrícola e outros.


Técnico em desenvolvimento de sistemas 

 

O que faz?
Desenvolve programas de computador, seguindo as especificações e paradigmas da lógica de programação e das linguagens de programação. Utiliza ambientes de desenvolvimento de sistemas, sistemas operacionais e banco de dados. Realiza testes de programas de computador, mantendo registros que possibilitem análises e refinamento dos resultados. Executa manutenção de programas de computadores implantados. 

 

Onde atua? 
Instituições públicas, privadas e do terceiro setor que demandem sistemas computacionais, especialmente envolvendo programação de computadores.


Técnico em monitoramento e suporte de computadores 

 

O que faz? 
Realiza manutenção preventiva e corretiva de equipamentos de informática, identificando os principais componentes de um computador e suas funcionalidades. Identifica as arquiteturas de rede e analisa meios físicos, dispositivos e padrões de comunicação. Avalia a necessidade de substituição ou mesmo atualização tecnológica dos componentes de redes. Instala, configura e desinstala programas básicos, utilitários e aplicativos. Realiza procedimentos de becape e recuperação de dados. 

 

Onde atua?
Instituições públicas, privadas e do terceiro setor que demandem suporte e manutenção de informática ou na prestação autônoma de serviços.


Instalador e mantenedor de sistemas eletrônicos e de segurança 

 

O que faz? 
Participa do desenvolvimento de projetos. Executa a instalação e a manutenção de equipamentos e sistemas eletrônicos. Realiza medições e testes com equipamentos eletrônicos. Executa procedimentos de controle de qualidade e gestão da produção de equipamentos eletrônicos. 

 

Onde atua?
Indústrias; laboratórios de controle de qualidade e de manutenção; empresas de informática, telecomunicações e de produtos eletrônicos.


Mecânicos de manutenção e instalação de aparelhos de climatização e refrigeração 

 

O que faz?
Elabora e supervisiona projetos de instalação de equipamentos e sistemas de refrigeração e climatização, como os equipamentos de ar-condicionado, conforme normas técnicas e de segurança. Elabora e executa planos e rotinas de manutenção, além da comercialização de sistemas de refrigeração e climatização. 

 

Onde atua? 
Indústrias e empresas de comercialização e assistência técnica.


Técnico em manutenção e reparação de equipamentos biomédicos 

 

O que faz? 
Planeja e executa a instalação de equipamentos biomédicos. Executa montagem, medições e testes em equipamentos biomédicos. Realiza a manutenção preventiva, preditiva e corretiva de equipamentos médico–hospitalares. Atua na administração e comercialização de equipamentos biomédicos. 

 

Onde atua? 
Hospitais, clínicas e postos de saúde; indústrias e empresas de manutenção hospitalar; comércio e instituições de pesquisa.


Outras três profissões que seguem em alta são: técnicos em fotônica (área ligada à tecnologia laser e de fibra ótica), técnicos em biologia e técnicos em produção, conservação e qualidade de alimentos.