Brasil

16/09/2011 às 17h47

Técnicos das universidades federais podem suspender greve dentro de dez dias

Redação Portal A8

Após 110 dias de paralisação, os técnicos administrativos das universidades federais podem retomar suas atividades dentro de poucos dias. O comando nacional de greve da Federação dos Sindicatos dos Trabalhadores das Universidades Brasileiras (Fasubra) decidiu, em votação, pelo retorno das atividades a partir o dia 26 de setembro. Mas a decisão precisa ser referendada, em assembleia, pelos sindicatos de cada uma das instituições de ensino.

Segundo Léia Oliveira, coordenadora-geral da Fasubra, o comando avaliou que a greve "já cumpriu seu papel político" e por isso encaminhou às filiadas a orientação para a saída unificada. Durante todo o período em que os servidores permaneceram parados, o governo negou-se a estabelecer uma mesa de negociação enquanto a categoria não retornasse ao trabalho.

"O retorno não significa que a luta vai acabar, mas ela segue para um patamar fora da greve. Vamos novamente buscar o governo já que havia a promessa de negociação caso terminássemos a greve", disse Léia. A categoria reivindicava que o piso salarial fosse reajustado em pelo menos três salários mínimos. Segundo a Fasubra, o vencimento desses servidores atualmente é R$ 1.034. A entidade queria que o reajuste fosse incluído no Projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias (PLDO) de 2012, que já foi encaminhado pelo governo ao Congresso Nacional.

Léia nega que o movimento tenha saído enfraquecido das negociações. "Para nós isso não é uma derrota. Quando você entra numa luta tem que estar preparado para ganhar ou perder. Vamos continuar defendendo nossas proposições e, caso não seja possível o reajuste em 2012, vamos pressionar para recuperar esse prejuízo em 2013", avaliou.

 

Fonte: Agência de Notícias