Brasil

27/08/2010 às 07h57

Seis em cada dez fumantes com câncer continuam usando cigarro

Redação Portal A8

Mesmo depois de descobrirem que estão com câncer, 60% dos fumantes ignoram os riscos e continuam usando o cigarro. Essa é a conclusão de uma pesquisa do Icesp (Instituto do Câncer do Estado de São Paulo), divulgada nesta quinta-feira (26), e que engloba todos os tipos de tumores.

O estudo mostrou ainda que um em cada três pacientes atendidos pelo instituto neste ano disse ser tabagista no momento em que começou o tratamento.Para Frederico Leon Fernandes, pneumologista do instituto, o uso contínuo do cigarro dificulta o tratamento da doença."É fundamental que essa realidade mude, não só por melhorar a qualidade de vida das pessoas como para ajudar na luta contra a doença".

O cigarro dificulta a cicatrização das pessoas que passam por cirurgia para retirada do câncer, de acordo com Fernandes e outros especialistas do Icesp, além de elevar a pressão arterial e o risco de doenças do coração. O cigarro também diminui a contribuição da quimioterapia e aumenta os efeitos colaterais do tratamento.

Fonte:R7