Sergipe

25/08/2020 às 17h56

Prefeitura de Aracaju realizará novo levantamento de infestação pelo Aedes aegypti a partir desta segunda, 31

SMS
Para auxiliar no desenvolvimento do trabalho de combate ao Aedes aegypti, a Prefeitura de Aracaju, por meio da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), iniciará a partir desta segunda-feira, 31, a coleta das amostras para o novo Levantamento Rápido do Índice de
Foto: SMS
Infestação pelo Aedes aegypti (LIRAa). 
 
A ação, que é realizada a cada dois meses, esteve suspensa temporariamente por conta da pandemia, e será retomada juntamente com o retorno do acesso dos agentes aos imóveis, com todas as medidas sanitárias previstas e fornecimento de equipamentos de proteção.
 
O LIRAa é uma das principais ferramentas que norteia o trabalho de combate ao mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya, em todos os bairros da capital, pois calcula a presença das larvas do mosquito na cidade. O último levantamento, realizado entre os meses de janeiro e março, constatou que houve um aumento de 0.9 para 1.6, retirando Aracaju da zona de baixo risco, que vai até 0.9, e colocando a capital no médio risco, que compreende de 1.0 a 3.9. 
 
“O trabalho de coleta das amostras acontecerá durante toda a semana, em todos os bairros da capital, visto que em todos há registros de notificações de casos. Vale destacar que os agentes estão retornando a acessar as residências, sempre com a devida autorização dos proprietários. E assim como vem acontecendo desde o início da pandemia, todos os agentes seguem recebendo os equipamentos de proteção individual, como máscara, protetor facial, luvas e álcool 70%, para garantir a proteção do servidor e da população”, explicou a supervisora Edjeane Scarlet. 
 
Com os índices que serão apresentados após a coleta do novo LIRAa, será possível avaliar os resultados das medidas de controle, incluindo também dados referentes aos tipos de recipientes, tornando possível redirecionar e/ou intensificar algumas intervenções, ou ainda, alterar as estratégias de controle que já vem sendo adotadas.

Fonte: SMS