Sergipe

17/08/2020 às 17h09

Usina Termoelétrica é oficialmente inaugurada com a presença de Bolsonaro

Com informações da Celse

Nesta segunda-feira (17), a Usina Termoelétrica Porto do Sergipe I, localizada no município de Barra dos Coqueiros, foi oficialmente inaugurada. Para a solenidade, estavam

Foto: Mayusane Matsunae
presentes o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), o Ministro de Minas e Energia, Bento de Albuquerque,do governador Belivaldo Chagas (PSD), do CEO da Golar Power, Eduardo Antonello e do presidente da Celse, Pedro Anos Litsek.

Durante a cerimônia, ocorreu o descerramento da placa comemorativa, marcando a inauguração oficial da Usina. Na oportunidade, ocorreu um sobrevoo de helicóptero pelo terminal de GNL (o FSRU Golar Nanook), nas imediações do Porto de Sergipe e da Térmica.

A UTE Porto Sergipe I, localizada dentro da Termoelétrica, em Barra dos Coqueiros, entrou em operação comercial em março de 2020. O combustível utilizado é o gás natural, traduzido para Sergipe na forma de gás natural liquefeito – GNL, e regaseificado na Unidade Flutuante de Armazenamento e Regaseificação (FSRU), uma solução mais eficaz e menos poluente na comparação com o diesel e o carvão, já que reduz a emissão de gases em até 90%. A usina, considerada uma das maiores da América Latina, tem capacidade de atender 15% da demanda de energia do Nordeste.

Vetor de desenvolvimento

A cerimônia de inauguração reforça o momento de transformação em um ambiente promissor para as empresas que já estão no estado, e para aquelas que têm interesse em se instalar na região. O Estado tem se associado às diretrizes do Novo Mercado de Gás, implantado pelo governo federal, seja por meio das alterações feitas na legislação estadual para reduzir ou isentar de ICMS do gás a atividade industrial ou até mesmo pelo novo Regulamento dos Serviços Locais de Gás Canalizado do Estado de Sergipe, recentemente aprovado pelo Conselho Superior da Agência Reguladora de Serviços Públicos do Estado de Sergipe (Agrese).

Sergipe terá na próxima década uma grande disponibilidade de gás para ser utilizado a partir da produção de petróleo e gás em águas profundas do litoral do estado, com

Foto: Agência Sergipe de Notícias
volume estimado que corresponde a mais de quatro vezes a atual capacidade de consumo da região Nordeste do Brasil. O estado dispõe hoje do primeiro terminal privado de GNL integrante do projeto termoelétrico Porto de Sergipe, com capacidade de regaseificação de até 21 milhões de m³/dia e possibilidade de atendimento a diversas demandas de GNL e gás natural.

Novas frentes

Aliados aos complexos integrados termelétricos em construção pelo país (Barcarena-PA e São Francisco do Sul-SC), a Golar Power recebe ainda este mês os primeiros caminhões movidos 100% a GNL em parceria com a Alliance GNLog. Com este investimento, a empresa abre a frente de “small scale” (Pequena Escala), ajudando a democratizar o acesso ao energético no país, ajudando na redução do valor do gás, e a garantir mais independência na matriz elétrica do Brasil. O uso do GNL nesses moldes já é realidade na Europa, nos EUA e na China, que conta atualmente com uma frota de mais 300 mil veículos.


Fonte: Com informações da Celse