Sergipe

14/08/2020 às 08h59

Após mais de trinta mil pessoas ficarem sem água em São Cristóvão abastecimento começa a ser regularizado

Redação Portal A8

Foto: SAAE
O sistema de abastecimento do Rio Comprido de São Cristóvão voltou a funcionar ainda na noite desta quinta-feira (13), após furto de cabos, que acabou na suspensão do fornecimento de água.

O problema foi causado ainda na madrugada desta quinta-feira (13), quando quatro homens armados e encapuzados invadiram a Estação de Água do Rio Comprido, no povoado Rita Cacete, em São Cristóvão. Eles teriam rendido a servidora que opera os equipamentos.
Segundo informações do SAAE, os suspeitos levaram pertences pessoais, cabos, transformadores e também destruíram os painéis das bombas. O ato criminoso vai atingir diretamente 30 mil pessoas, que dependiam deste sistema para terem água em nas suas casas.

Logo após o ocorrido, o diretor-presidente da estação, Carlos Melo, foi até o centro integrado de segurança para registrar o Boletim de Ocorrência.

Com este ato de vandalismo, as seguintes comunidades ficaram sem fornecimento de água: Rita Cacete, Arame I, Colônia Miranda, Colônia Pintos, Centro Comercial, Alto da Divinéia, Alto de Itabaiana, Alto de Santo Antônio, Apicum, Enseada e Baixa da Divineia.