Sergipe

11/08/2020 às 16h26

Órgãos reforçam orientações sobre normas de biossegurança no Centro de Aracaju

Agência Aracaju de Notícias

Na manhã desta terça-feira (11), a Prefeitura de Aracaju, através da Secretaria da Defesa Social e da Cidadania (Semdec), deu continuidade

Foto: ASCOM/SEMDEC
aos trabalhos de fiscalização e orientação na região do centro comercial da capital. A ação teve por objeto averiguar o cumprimento das normas de biossegurança, previstas nos decretos do governo de estado e do município, nos segmentos que possuem autorização para funcionar.

Durante a ação, 23 estabelecimentos foram vistoriados, dos quais 15 receberam notificações e oito foram orientados. Foram levadas em consideração medidas como lotação do espaço, sendo permitida uma pessoa a cada cinco metros quadrados de área livre; distanciamento social; disponibilização de álcool 70% ou lavatório para higienização das mãos; e outras especificidades, conforme o segmento comercial.

O coordenador da Defesa Civil de Aracaju, major Sílvio Prado, destaca que foram priorizados os estabelecimentos que estavam a mais tempo sem funcionar. "A atuação hoje, no Centro da cidade, visou fiscalizar e, principalmente, orientar os estabelecimentos que estavam há, aproximadamente, quatro meses fechados, a exemplo de lojas que comercializam calçados, vestuários, armarinhos e outros", explicou.

A gerente comercial Vitória Prata, que atua em uma loja de tecidos, considera as visitas proveitosas, no sentido de que possibilita o aprimoramento das medidas de segurança dentro das lojas. "Essas orientações auxiliam, sim. Pode ocorrer de não compreendermos todas as orientações através do decreto, então, com as equipes aqui, essas informações acabam sendo incrementadas e melhorando assim o nosso funcionamento. Isso nos ajuda a garantir maior segurança tanto para a equipe quanto para os clientes", avaliou.

Para os clientes também funciona como um alerta. Essa foi a observação feita pela consumidora Neide Conceição, ao presenciar a atuação dos órgãos. "Essa ação é importante. Durante a orientação passada ao comerciante, eles também nos orientam a manter o distanciamento. Nós cliente, algumas vezes, não observamos direito, mas sempre há sinalização informando que não pode encostar no balcão nem chegar próxima ao outro cliente. Nós consumidores também precisamos nos educar mais. Não podemos só esperar que eles tenham essa atenção por nós", considerou Neide Conceição.

Na ocasião, o coordenador da Defesa Civil indica que a adesão às orientações têm sido satisfatórias. "Observamos que quase 100% da população está aderindo a utilização das máscaras. Consideramos a operação com grande resultado. A orientação está sendo forte e as pessoas estão aderindo e fazendo com que a propagação do vírus não seja ampliada com a abertura do comércio", finalizou Sílvio Prado.

 


Fonte: Agência Aracaju de Notícias