Sergipe

28/07/2020 às 09h43

Ministério Público pede o abastecimento de água regular nos bairros Lamarão, Dom Luciano e Loteamento Moema Mary

Com informações do MP/SE

O Ministério Público de Sergipe, através da Promotoria de Justiça de Defesa do Consumidor, ajuizou Ação Civil Pública em face da Deso para que seja promovido o abastecimento regular das unidades consumidoras dos bairros Lamarão, Dom Luciano e Loteamento Moema Mary.

A proposta da ação civil pública do Ministério Público de Sergipe, ressalta o risco de dano, devido a pandemia da Covid-19 e inicia com um trecho da música de Renato Russo – Legião Urbana: “Quem me dera ao menos uma vez Que o mais simples fosse visto Como mais importante(...).

“A população reclama desde janeiro/2019 de problemas relacionados a interrupção no fornecimento. No período da pandemia a população sente muito com a falta de água nas torneiras. Foi pedida a distribuição de água por carros pipas até o completo serviço de manutenção da rede, recuperação do sistema de distribuição dos bairros, em 30 dias, enquanto não for solucionado o problema da cobrança das contas, emissão de faturas, com a tarifa mínima para todos os moradores. Foi pedido, também, um dano social na ordem de 300 mil reais e a intimação da Agência Reguladora do Estado (Agrese) para a fiscalização do serviço de distribuição de água”, explicou a promotora de Justiça Euza Missano.

O Portal A8SE buscou informações junto à Companhia de Saneamento de Sergipe (DESO) e segundo o assessor de comunicação Flávio Vieira, a interrupção do fornecimento de água recorrente se deve a pontuais problemas dos últimos meses, entre eles uma obra de infraestrutura do Moema Meire, depois surgiu o rompimento da adutora do São Francisco, e ainda segundo o assessor, existia um problema em uma bomba também no Moema Meire, em todos os casos, a Deso informou que já enviou equipes e fizeram os devidos reparos. 

Adiantou ainda que a Deso ainda não foi notificada da ação, mas ao receber deverá se pronunciar oficialmente.


Fonte: Com informações do MP/SE