Sergipe

04/05/2020 às 16h25

Prefeitura utiliza serviço de alerta via mensagem de texto para comunicar sobre a covid-19

Agência Aracaju de Notícias
Implementado na capital sergipana em fevereiro de 2018, pela Prefeitura de Aracaju, o serviço de mensagem via SMS da Defesa Civil
Foto: André Moreira
expandiu a abrangência de suas informações. Desde a última sexta-feira, 1º, por meio da Defesa Civil de Aracaju, os mais de 36 mil números cadastrados passaram a receber, diariamente, alertas sobre os casos do novo coronavírus (covid-19), uma maneira de ampliar a conscientização e a necessidade das pessoas se manterem em casa. 
 
Quando implantando, a ideia do serviço era passar mensagens sobre possíveis desastres naturais, como chuvas intensas, ressacas marítimas, altas de maré ou mesmo deslizamento de terra em áreas de risco. No entanto, com o aumento significativo dos casos de covid-19, na capital sergipana, a gestão municipal passou a usar essa ferramenta como mais uma das medidas para se comunicar com a população aracajuana. 
 
“Infelizmente, temos, agora, um grande número de pessoas infectadas na cidade. Enviamos cerca de 10 mensagens por dia para os bairros com o maior número de casos de covid-19. Informamos quantas pessoas testaram positivo e reforçamos a necessidade de ficar em casa e, se precisar sair, orientamos o uso de máscara. Essa foi uma das maneiras que encontramos para reforçar a comunicação junto à população, munindo de informações oficiais e atualizadas diariamente”, explica o coordenador da Defesa Civil de Aracaju, major Silvio Prado. 
 
O serviço é realizado de forma integrada, junto à Secretaria Municipal da Saúde (SMS), como destacou o coordenador do órgão. “Recebemos as informações diretamente da Secretaria. Antes mesmo do boletim ser divulgado, recebemos uma planilha com os dados e encaminhamos o SMS. Apesar do teor da informação ser o mesmo, os dados são específicos para cada região, de maneira que os moradores de cada bairro possam ter conhecimento sobre o número de casos na localidade onde residem”, frisa Silvio Prado. 
 
Para a secretária municipal da Saúde, Waneska Barboza, o serviço é muito relevante. “Temos contando com parcerias importantes no enfrentamento da covid-19, e a Defesa Civil é uma delas. Por meio do serviço de sms, a população tem sido orientada sobre os cuidados. Um serviço importante porque dá uma noção real da situação por área, e estimula a intensificar os cuidados, bem como o isolamento social”, pontua. 
 
Além de manter a população atualizada sobre os casos, o serviço tem como objetivo mais importante reforçar que este é o momento para redobrar os cuidados. 
 
“Não temos a ideia de causar pânico na população, mas é preciso que ela esteja ciente dos riscos. A Prefeitura, a todo o tempo, tem reforçado as ações, ampliado as medidas, justamente para resguardar o máximo possível. No entanto, esse deve ser um esforço coletivo, ou seja, a população precisa urgentemente fazer a sua parte para que possamos controlar o número de casos. Portanto, quem puder, se mantenha em casa”, reforça o major.
 
A jornalista Raquel Passos realizou o cadastro e já recebeu o SMS a respeito da região onde mora, o bairro Farolândia. “Me cadastrei no serviço, logo no início, na época das chuvas fortes, por conta de um trabalho voluntário que faço, para monitorar a situação das famílias que o projeto atende. Nesta semana, tive a grata surpresa que a Defesa Civil também está informando sobre os casos de covid-19 no bairro. Achei a iniciativa sensacional porque traz uma conscientização ainda mais forte e mostra que a realidade está batendo à nossa porta, além de reforçar as medidas de segurança. Existe o choque da informação e acredito que isso chama a atenção. Inclusive, tenho passado essas informações oficiais pra outras pessoas. Sem contar que, por ser informação oficial, quebra essa questão das notícias falsas, temos mais segurança com a comunicação realizada”, afirma Raquel. 
 
A técnica em enfermagem Acácia Barbosa mora no barro Jabotiana e também reconhece como positivo o serviço que chega a ela diariamente. “Mesmo trabalhando na área da saúde, às vezes, com a correria do dia a dia, nos passamos das informações. Como estou cadastrada, recebo a informação nas minhas mãos e isso é bastante interessante. Assim, tenho como saber o que está acontecendo na região onde moro e até passar para outras pessoas. Sei que a informação é segura porque vem da Prefeitura. Tenho seguido todas as medidas de proteção, mas é sempre muito bom ter uma comunicação acessível e que oriente melhor a população”, destaca. 

Fonte: Agência Aracaju de Notícias