Sergipe

16/04/2020 às 09h28

Família de idoso que morreu dentro da ambulância do SAMU denuncia descaso

Redação Portal A8

Uma família vivenciou momentos de dor e espera na tarde desta quarta-feira (15), em Aracaju. Roberto Santos de 69 anos, tratava há 3 anos de um câncer que afeta os ossos, e nesta quarta-feira precisou de atendimento médico, segundo a família, devido a complicações, mas morreu dentro da ambulância, antes mesmo de receber o atendimento em uma unidade de saúde.  

O Portal A8SE conversou com a família do idoso. Segundo a filha Ana Paula, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) foi acionada por volta das 12h30, ao chegar na casa, localizada no bairro Castelo Branco, o SAMU levou o idoso até a Unidade de Pronto Atendimento mais próxima, o Nestor Piva.

Ao chegar no local, a família denuncia que ainda no estacionamento o pai acabou morrendo dentro da ambulância, já por volta das 16h. Denunciou também, que o corpo do pai foi então encaminhado para o necrotério do HUSE, onde ao chegar lá não foi recebido de imediato e só posteriormente, depois de tirar e colocar de volta na ambulância, eles aceitaram o corpo do pai dela.

O Portal A8SE buscou informações com a Secretaria de Estado da Saúde que explicou por meio de nota, toda a situação. Na nota, “a Secretaria de Estado da Saúde informou que a Central de Regulação de Urgência (CRU) foi acionada para prestar atendimento a um idoso de 69 anos, oncológico. De acordo com informações repassadas pela família à CRU, o paciente também apresentava problemas respiratórios e febre, sintomas que poderiam identificar um caso de Covid-19.

A CRU acionou o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), que encaminhou para a ocorrência uma Unidade de Suporte Avançado (USA). A orientação foi para levar o paciente ao Hospital Nestor Piva, devido à proximidade da sua residência. A informação foi que a unidade não poderia recebê-lo por não ter disponível leito de isolamento. Foi feita a tentativa de acesso no Hospital Fernando Franco, onde também foi informado que não tinha leito naquele momento.

Com o quadro de saúde agravado, o paciente precisou ser entubado dentro da viatura do SAMU, onde acabou vindo a óbito. Por ser um paciente suspeito para o Covid-19, e ser do grupo de risco, o corpo foi recolhido para o necrotério do HUSE, onde será feita a coleta de amostras para a realização de testes”.

A família informa que devido aos constrangimento vai acionar a justiça, nesse caso.