Sergipe

13/04/2020 às 08h46

Policial militar e suposto comparsa morrem após troca de tiros durante abordagem policial

Redação Portal A8

Na madrugada deste domingo (12), uma ação policial de combate a criminalidade terminou na morte de um policial militar e de outro homem, juntos eles estariam agindo em atitude suspeita. A informação foi confirmada pelo Comando da Polícia Militar de Sergipe, e esclareceu que policiais do Batalhão de Polícia de Radiopatrulha (BPRp) realizavam patrulhamento no Bairro Jabotiana, região Oeste da capital, quando visualizaram um veículo suspeito.

Ao perceber a presença dos militares, o condutor do veículo realizou uma manobra brusca e os integrantes começaram a efetuar disparos de arma de fogo contra as equipes, os policiais não tiveram alternativa e revidaram em legítima defesa. Durante a troca de tiros, alguns suspeitos fugiram, porém um homem foi alvejado, e ainda no local, foi identificado como policial militar, que morreu, e foi identificado no Instituto Médico Legal (IML), como André Ricardo dos Santos Barros, de 43 anos. 

Os policiais receberam informações que um dos suspeitos que também ocupava o automóvel estava escondido nas proximidades do Conjunto Santa Lúcia. O suspeito foi localizado, e ao perceber a presença da polícia efetuou disparos contra as equipes. Os policiais revidaram a injusta agressão e acabaram atingindo o suspeito que foi  socorrido ao Hospital de Urgência de Sergipe (HUSE), mas também não resistiu. Também no IML, foi identificado como Adriano Santos Da Silva, 24 anos. 

Ainda segundo a polícia militar, com os suspeitos foram encontradas quatro pistolas, sendo três calibre .40 e uma 380, dois revólveres calibre .38 e dois tabletes de maconha com aproximadamente 2kg.O caso encaminhado à Central de Flagrantes.

A Polícia Militar de Sergipe ressaltou ainda que não compactua com atos ilícitos praticados por seus integrantes e repudia tais ações que possam infringir direta ou indiretamente as leis vigentes. Sendo assim, qualquer caso envolvendo policiais militares no cometimento de crimes, será apurado pela corporação que adotará as sanções legais cabíveis.