Sergipe

27/03/2020 às 09h37

Vacinação de rotina para crianças deve ser evitada até 16 de abril

Agência Aracaju de Notícias
Seguindo direcionamento do Ministério da Saúde (MS), a Prefeitura de Aracaju, por meio da Secretaria Municipal da Saúde (SMS) recomenda aos pais de crianças entre seis meses e dois anos que evitem, durante a primeira fase da campanha de vacinação contra Influenza (até o dia 16 de abril), procurar as Unidades Básicas de Saúde (UBS) na busca por garantir as vacinas de rotina.
 
O objetivo da recomendação é impedir que os mais novos sejam vetores de transmissão para os idosos, grupo de risco do novo coronavírus (Covid-19) que está sendo priorizado nesta fase inicial de imunização. 
 
Trata-se, na verdade, de um adiamento da vacinação. De forma alguma, alerta a Secretaria Municipal da Saúde, os responsáveis devem deixar de levar as crianças para serem imunizadas após o fim da primeira fase da campanha contra Influenza. Pelo contrário, vacinar os filhos é uma medida extremamente importante, tanto para a saúde deles quanto para a pública. 
 
A medida preventiva visa reduzir o contato entre idosos e crianças, já que estas são importantes transmissores e disseminadores das doenças respiratórias, e, além disso, parecem ser, até o momento,mais resistentes à nova doença. Aliás, de forma oposta ao que tem sido observado nas pessoas de terceira idade, os casos registrados em crianças são, em geral, assintomáticos, o que dificulta a constatação e o consequente cuidado. 
 
No caso dos adultos, especialmente aqueles que não são profissionais de saúde (também grupo priorizado na primeira fase da campanha de vacinação em vigor), a única vacina cuja recomendação continua sendo procurar a unidade é a contra o sarampo, uma vez que o estado registrou a circulação ativa deste vírus no decorrer de 2019. 
 
Aliado à recomendação do MS e as determinações já repassadas aos cidadãos por meio dos decretos municipais, a gestão tem analisado a adoção de novas medidas para evitar aglomerações por conta da campanha de vacinação nacional.
 
“Estamos fazendo um planejamento para que a gente possa dar as vacinas aos idosos fora dos postos, sejam estruturas montadas em praças ou 'drive thrus' [postos volantes], onde eles possam ser vacinadas dentro dos carros. O intuito é realmente evitar o contato deles com outras pessoas, de forma a protegê-los do contágio, e evitar também que mais leitos para situações graves sejam ocupados”, ressalta a secretária da Saúde de Aracaju, Waneska Barboza.   

Fonte: Agência Aracaju de Notícias