Sergipe

19/03/2020 às 16h01

Secretário da Saúde alinha medidas de combate ao coronavírus com prefeitos

SES

O Secretário de Estado da Saúde, Valberto de Oliveira,  reuniu-se durante esta quinta-feira (19) com os prefeitos e secretários municipais de Saúde dos 75 municípios

Foto: Ascom/SES
sergipanos, com o objetivo de alinhar e avançar nas medidas de controle ao coronavírus, bem como discutir a intensificação das ações integradas de Vigilância e Atenção à Saúde entre as redes estadual e municipais de saúde. A reunião aconteceu no auditório do Centro Administrativo da Saúde, dividida em três blocos de 25 municípios, seguindo o que determina o decreto governamental: máximo de 50 pessoas para eventos fechados.

Sergipe tinha até ontem 40 casos notificados e seis confirmados do Covid-19, diante do cenário, o secretário Valberto de Oliveira conclamou na reunião uma forte união entre a gestão estadual e os municípios. “Precisamos estar mais unidos do que nunca agora porque o  Covid-19 já chegou no interior e vai alcançar outros”, orienta o secretário, informando que os seis infectados estão em quadro clínico estável.

Valberto salientou que neste momento o fator epidemiológico do coronavírus em Sergipe ainda está ligado a viagens ao exterior e áreas de transmissão local em Estados brasileiros, mas ele teme a transmissão comunitária, que dificulta o bloqueio epidemiológico por ser feita ao mesmo tempo por várias fontes desconhecidas. “Não queremos que isso aconteça e por isso precisamos nos somar e alinhar as ações de combate ao vírus a partir do plano de contingência do Estado e de cada um dos 75 municípios”, disse.

Os municípios estão finalizando os seus planos de contingência, informaram os prefeitos na reunião. O prefeito de Carira, Arodoaldo Chagas, mais conhecido como Negão, disse que entre as suas maiores preocupações relacionadas ao coronavírus está o fluxo de viajantes que entra e sai do seu município. Carira que faz limite com o Estado da Bahia, onde há transmissão local do vírus.  “Estamos desenvolvendo um trabalho educativo em pontos estratégicos, como postos de combustíveis e fronteiras, mas creio ser necessário a adoção de medidas mais enérgicas para esta situação”, opinou.

Já o prefeito de Campo de Brito, Marcel Souza, entende que o combate ao coronavírus depende muito mais da contribuição dos cidadãos. “Examinando o mapa geográfico mundial, os países que saíram na frente no isolamento social conseguiram controlar o número de infectados e isso é o que o Brasil deve fazer”, declarou, informando uma série de medidas que tem adotado no seu município para conter o avanço do vírus.

“Cancelamos a procissão de São José, evento que reúne entre duas e três mil pessoas todos os anos e que ocorreria hoje, suspendemos as atividades municipais voltadas para os idosos e a partir da próxima semana as feiras livres serão setorializadas em várias áreas da cidade”, informou, destacando a importância do encontro do secretário Valberto de Oliveira com os prefeitos e secretários de Saúde. “Importante para alinhamos as ações e necessário para que os municípios sejam ouvidos”, disse.

Participaram também da reunião a diretora de Vigilância em Saúde, Mércia Feitosa; o diretor de Atenção Integral à Saúde, João Lima; o defensor público para a área da saúde, Saulo Lamartine; Conselho de Secretarias Municipais de Saúde de Sergipe (Consems); além de gestores e técnicos da Secretaria de Estado da Saúde (SES).


Fonte: SES