Sergipe

07/02/2020 às 12h08

Licitação para terceirização do Samu pode pagar R$ 13 milhões por mês

Redação Portal A8

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) informou que diante de dificuldades para a contratação de profissionais da saúde para completar o quadro de recursos humanos do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) e ainda pela necessidade de investimentos em tecnologia, seria implantada, através de um edital de licitação com modalidade de concorrência, uma gestão compartilhada - caracterizada como terceirização. O valor do procedimento administrativo sugerido pelo órgão atinge o patamar de até R$ 13 milhões por mês.

Através de um aviso de licitação do Governo de Sergipe para a contratação de uma empresa especializada em gestão de saúde, que possa atender às necessidades da SES na gestão integral da frota de ambulâncias e equipes do Samu no Estado de Sergipe, o qual a equipe de jornalismo da Tv Atalaia obteve acesso com exclusividade, o valor estabelecido é de até R$ 13 milhões por mês. O contrato tem a duração de doze meses e pode ser renovado, gerando um valor total de R$156 milhões.

De acordo com a SES, o valor que consta no edital é um estimativo e não quer dizer que será esse o valor a ser pago mensalmente e quanto ao custo atual do SAMU, é muito próximo desse que está no edital.  

Sindicatos

Em assembleia realizada na tarde da última quinta-feira (6), o Sindicato dos Enfermeiros do Estado de Sergipe, juntamente com o Sindicato dos Assistentes Sociais de Sergipe, o Sindicato Dos Técnicos e Auxiliares de Enfermagem do Município de Aracaju, o Sindicato dos Trabalhadores Fisioterapeutas de Aracaju e o Sindicato dos Farmacêuticos do Estado de Sergipe debateram sobre o assunto e decidiram que vão realizar uma série de atividades para tentar impedir o processo de terceirização.

O Sindicato dos Enfermeiros vai entrar com uma ação na justiça com apoio dos demais sindicatos.