Sergipe

06/02/2020 às 13h55

CPI da Pedofilia analisa novos casos na próxima semana

Redação Portal A8

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), instalada na Assembleia Legislativa de Sergipe (Alese), se reunirá nos próximos dias, para avaliar os casos de estupro de vulneráveis e definir um plano de ações. Somente ano passado, o número de casos aumentou em mais de 15%, em relação a 2018.

O presidente da CPI da Pedofilia, Dr. Samuel Carvalho, vai marcar uma reunião na próxima semana com todos os membros da comissão, para fechar o plano de atuação em 2020.

“Eu tenho como pauta sugestiva para que seja aprovada a questão de a gente fazer uma análise, como se encontra a rede de proteção da criança e do adolescente e de que forma as crianças que foram abusadas, estão sendo cuidadas, pós o trauma ocorrido nesse crime hediondo”, entende.

“A situação é grave aqui no estado de Sergipe. Em 2019, comparado com o ano retrasado, houve um aumento de mais de 15% dos casos de estupro de vulneráveis e estaremos acompanhando de perto a situação para dar uma resposta à sociedade sergipana, desse tema muito importante”, complementa.

Comissão

A CPI da Pedofilia foi criada em agosto de 2019, com a finalidade de combater os casos registrados e dar um apoio às vítimas e aos familiares. É composta por cinco membros: os deputados Dr. Samuel Carvalho (presidente), a deputada Diná Almeida (PODE), vice-presidente, o deputado Capitão Samuel (PSC), relator, deputadas Goretti Reis (PSD) e Maisa Mitidieri (PSD).

Dados da Secretaria de Segurança Pública (SSP/SE) mostram que em 2018, 397 crianças foram estupradas no estado e no primeiro semestre de 2019, foram registrados 222 casos de estupro de vulneráveis.  Aracaju aparece com 59 registros, seguida pelos municípios de Nossa Senhora do Socorro, com 22 casos e Itabaiana, com 11 casos.