Sergipe

03/02/2020 às 17h10

Samu Sergipe abre licitação para gestão compartilhada

SES

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) informa que, diante das dificuldades de contratação de profissionais de saúde para completar o quadro de Recursos Humanos e ainda pela necessidade de investimentos em tecnologia, que irão melhorar os serviços oferecidos aos usuários, optou pela implantação da gestão compartilhada do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) através de edital de concorrência.

A proposta foi levada ao Conselho Estadual de Saúde e aprovada por maioria absoluta (16 a 4) na última quinta-feira, 30. O novo modelo tem como principais objetivos melhorar os serviços oferecidos à população, diminuindo o tempo de espera pelo atendimento, o incremento de novos profissionais, e o investimento em tecnologia de comunicação e UTI aérea.

A secretaria ressalta que a maior deficiência atualmente no Samu é a falta de pessoal, situação que tem deixado muitas viaturas paradas, embora o Serviço possua uma frota com capacidade para cobrir todo o Estado de Sergipe. Foi o déficit de pessoal aliado à impossibilidade de realização de concurso público por conta da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) e a não finalização do Processo Seletivo Simplificado (PSS), que levou a secretaria a estudar o mercado e conhecer novas realidades na assistência pré-hospitalar em outros Estados.

Além de garantir o quadro de pessoal para o funcionamento pleno do Samu, a SES informa que a gestão compartilhada garante a manutenção dos empregos públicos e tranquiliza a população, assegurando que o novo modelo vai agregar excelência ao Samu ao ampliar o quadro de pessoal; colocar em operação todas as viaturas e investir na comunicação por rádio, além de outras tecnologias.


Fonte: SES