Sergipe

13/01/2020 às 15h38

Unidades de Saúde de Aracaju estão sem doses da vacina pentavalente

Estagiária Yara Lima supervisionado pela jornalista Mayusane Matsunae

Os postos de saúde de Aracaju não possuem nenhuma vacina pentavalente, a informação foi confirmada pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS) que acrescentou com a justificativa de que o desabastecimento é nacional.

Segundo o Ministério da Saúde, a pentavalente é uma combinação de cinco vacinas individuais em uma e que previne múltiplas doenças. Desde 2012, o Programa Nacional de Imunizações, (PNI), oferta a vacina no calendário nacional de vacinação. A meta é que as crianças tomem três doses da vacina: aos 2, aos 4 e aos 6 meses de vida. No entanto, o Estado está sem essas vacinas no momento. Na capital, a SMS sinalizou que o último reabastecimento foi no início de dezembro com 1321 doses.

A assessoria da SMS afirma, baseada nas informações passadas pelo Ministério da Saúde, parte desse atraso aconteceu porque, em julho de 2019, houve uma suspensão parcial no abastecimento nacional após alguns lotes serem reprovados no teste de qualidade do Instituto Nacional de controle de qualidade em saúde (INCQS) e na análise da Agência Nacional de vigilância Sanitária, a ANVISA.  A demanda atual do Brasil é de 800 mil doses mensais da vacina pentavalente.

De acordo com a SMS, o fluxo do abastecimento funciona assim: o Governo Federal, através do Ministério da Saúde, manda as doses para os Estados, que por sua vez ficam responsáveis por organizar o abastecimento dessas doses para todos os municípios. Estes têm, então, a função de distribuir as doses recebidas do estado para as unidades onde a pentavalente é aplicada. 

Enquanto a situação de Sergipe, em nota, a Secretaria Estadual de Saúde, (SES), informou: “assim como nos outros estados, Sergipe ainda não foi abastecido com o lote da vacina Pentavalente. Contudo, o Ministério da Saúde (MS), responsável pelo repasse, sinalizou que adquiriu imunobiológicos suficientes para regularização da situação até o final do mês de janeiro”.

Ainda conforme a SMS, Aracaju normalmente vacina cerca de 800 crianças por mês com a pentavalente. No entanto, a quantidade já não seria mais suficiente para abastecer a cidade por existir uma demanda reprimida muito grande, portanto, no momento, não é possível enumerar atualmente quantas doses seriam necessárias para suprir as necessidades da capital.


Fonte: Estagiária Yara Lima supervisionado pela jornalista Mayusane Matsunae