Sergipe

22/11/2019 às 17h06

Em Sergipe, setor de indústria se destacou na criação de vagas de trabalho

NIE/FIES

Análise realizada pelo Boletim Sergipe Econômico, parceria do Núcleo de Informações Econômicas (NIE) da Federação das Indústrias do Estado de Sergipe (FIES) e do Departamento de Economia da UFS, com base nos dados do Cadastro Geral de empregados e desempregados (Caged) da Secretaria de Trabalho do Ministério da Economia, revelou que houve saldo positivo de 2.684 vagas de emprego com carteira assinada no estado, em outubro deste ano. O saldo de outubro decorre da diferença entre 9.096 admissões e 6.412 desligamentos no período analisado.

Emprego por setor em outubro

A análise dos dados apontou que houve criação de vagas em todos os setores econômicos do estado, com exceção do setor de Administração Pública, cujo saldo foi nulo. O destaque foi no setor da Indústria de Transformação, com saldo positivo de 1.155 vagas. Este saldo representa uma participação de 43% no saldo total de empregos no estado.

Em seguida ficaram os setores de Serviços (+773), Agropecuária (+264), Comércio (+ 229 vagas), Construção Civil (+ 213 vagas), Indústria Extrativa Mineral (+ 36 vagas) e Serviços Industriais de Utilidade Pública (+ 14 vagas).

Desempenho dos Municípios 

Dentre os treze municípios sergipanos com mais de 30 mil habitantes, cujos dados são disponibilizados para análise, a maior criação de vagas de trabalho, no mês analisado, ocorreu na capital, Aracaju, com a criação de 1.439 postos de trabalho. Logo abaixo ficaram Capela e Itabaiana, com 218 e 95 postos de trabalho criados no mesmo período, respectivamente.


Fonte: NIE/FIES