Sergipe

15/11/2019 às 09h21

Mãe e padrasto de crianças encontradas mortas em lagoa no Santa Maria são presos pela polícia

Redação Portal A8

Foram presos temporariamente no final da tarde dessa quinta-feira, 14, a mãe e o padrasto das crianças encontradas mortas no início do mês em uma lagoa no bairro Santa Maria, zona Sul de Aracaju. Para a polícia, eles são suspeitos do crime. As prisões ocorreram logo após os suspeitos prestarem depoimento à polícia. A informação inicial é de que pai e padrasto entraram em contradição.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP/SE) diligências sobre o caso ainda estão sendo feitas e novas prisões poderão ocorrer a qualquer momento. 

A polícia detalhará as prisões durante uma coletiva à imprensa que ocorrerá no Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) nesta segunda-feira, 18, às 8h30.

Relembre o caso

Os corpos dos irmãos, de seis e 10 anos, foram encontrados por populares no início da noite da última sexta-feira, 08, na Lagoa do Areal. Segundo a mãe das crianças, elas estavam desaparecidas desde a manhã da última quarta-feira, 06, quando saíram para comprar guloseimas em um supermercado próximo onde residem no bairro Santa Maria, e não retornaram para casa. A busca se estendeu pelo bairro, até que no início da noite da sexta-feira, 08, a família das crianças foi informada por populares sobre o aparecimento dos corpos.

Durante coletiva à imprensa, o delegado de Polícia Civil Mário Leony, responsável pelas investigações, adiantou que as crianças foram vítimas de homicídio. "Já está confirmado, não disponho dos laudos ainda, mas eu tive uma conversa com os peritos e já está comprovado que foi um duplo homicídio brutal, houve politraumatismo, inclusive traumatismo craniano", destacou.

Ainda segundo o delegado, as crianças foram jogadas na lagoa já mortas. "Foi um homicídio cruel e a gente tem uma linha de investigação, vamos começar a ouvir pessoas. Já conversei com o conselho tutelar e existe uma linha de investigação”, informou.