Sergipe

27/06/2019 às 08h55

Morre na Angola professora da UFS diagnosticada com malária

Redação Portal A8

Foto: Arquivo pessoal
A professora Daniela Bitencurti da Universidade Federal de Sergipe morreu nesta quinta-feira (27), segundo amigos da universidade, ela foi internada há uma semana, em Luanda, na capital da Angola, após diagnóstico de Malária. Ela foi encontrada desacordada na casa em que estava, na última sexta-feira (21), e levada em estado grave para uma clínica da cidade. O óbito foi confirmado pelo diretor do Campus Sertão da UFS, Jódenes Vieira, que lamentou. 

A professora, que trabalha no Campus do Sertão, usou o período de férias na universidade para ir à Angola, ela foi com o objetivo de dar palestras voluntárias sobre tecnologias aplicadas ao meio ambiente.

Alunos e professores da Universidade Federal de Sergipe chegaram a fazer uma campanha para ajudar Daniela a arcar com os custos médicos, além de doação de sangue à professora no país. A comunidade acadêmica está de luto pelo que aconteceu.

Daniela era professora adjunta do Núcleo de Graduação em Educação em Ciências Agrárias e da Terra e professora permanente do Programa de Desenvolvimento e Meio Ambiente da UFS. O Campus do Sertão está localizado em Nossa Senhora da Glória, Sergipe.