Sergipe

20/10/2018 às 11h13

Família de Ruan não acredita que ele teria morrido após cair da árvore

Redação Portal A8

A mãe do menino Ruan, que que teria sido sequestrado e acabou morrendo, no dia 10 de outubro, não acredita na versão dada pela Secretaria de Segurança Pública na noite desta sexta-feira (10). Segundo a delegada Katarina Feitosa, durante entrevista exclusiva para o programa Cidade Alerta, o menino Ruan morreu em razão de um acidente durante uma brincadeira de criança. O amigo de Ruan, um adolescente de 13 anos, relatou que estavam brincando na região do mangue e tentavam pegar uma pipa que estava em uma árvore. Durante a busca, o menino acabou sofrendo um acidente e teria morrido.

Ainda segundo a delegada, o episódio todo foi constatado após relatos do adolescente durante investigação da polícia, que contou com apoio da equipe de psicologia.

Mas a mãe de Ruan, Adriana dos Santos ligou para a redação do Portal A8SE e informou que não existia pipa, e que devido aos ferimentos da criança, não teria como ele ter morrido por causa de uma queda. Por isso, a mãe continua pedindo justiça, para que o caso seja esclarecido. 

Sobre toda a investigação, a Secretaria de Segurança Pública (SSP) informou que irá fornecer uma coletiva com a imprensa para explicar toda a linha investigativa do caso na próxima segunda-feira (22), a partir das 8h, na sede do órgão.

O caso

Ruan havia sido sequestrado junto com um adolescente de 13 anos na tarde da quarta-feira (10), no bairro Soledade, em Aracaju, onde foi encontrado ainda com vida e encaminhado ao Hospital de Urgência de Sergipe (Huse), ainda no mesmo dia, mas não resistiu aos ferimentos. Segundo relatos, as crianças teriam sido levadas por dois homens armados com facão enquanto brincavam próximo ao mangue, mas um dos garotos conseguiu fugir e pedir socorro. A Polícia Militar participou das buscas pela criança e, após a localização do corpo, os militares, junto com moradores, ainda fizeram diligências para tentar encontrar os criminosos, que seguem foragidos.